Publicidade

banner-festas-do-marco-2019-700x394
Banner-Expomontemuro-2019-700x315

Saiba o que vai mexer na sua carteira a partir de janeiro

Saiba o que vai mexer na sua carteira a partir de janeiro

O novo ano está a chegar e com ele várias são as mudanças que se avizinham. Com a aprovação do novo orçamento de estado há setores que vão aumentar e que poderão fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Diante as diversas alterações, o Jornal A VERDADE selecionou 10 aumentos que podem alterar o seu quotidiano.

1. Portagens aumentam 1%

Em 2019, andar nas autoestradas de Portugal com portagens vai ficar mais caro. O valor acresce mais 1% já em janeiro, tendo em conta a estimativa da taxa de inflação homóloga. Recorde-se que aquando da entrada do ano 2018 as portagens também sofreram um aumento de 1,42%,  depois de uma subida de 0,84% em 2017 e de 0,62% em 2016.

2. Preço do pão vai subir

Se é dos que consome muito pão, então prepare-se. Devido ao aumento de 10% no preço da farinha, bem como da atualização do salário mínimo para 600 euros, a partir de janeiro o preço do pão vai aumentar.

3. Taxa do IMI vai aumentar

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) vai sofrer um aumento de 10%. Este agravamento tem como limite máximo o valor de 12 vezes a taxa prevista, que varia entre o mínimo de 0,3% a 0,45%. Estes valores podiam ser aplicados a triplicar até agora, no caso dos imóveis não habitados.

O excedente desta inflação passará a ser aplicado em políticas de habitação por parte dos municípios, detentores do valor excedente.

4. Mais impostos sobre os automóveis

O imposto aplicado sobre os imóveis vai aumentar de acordo com a inflação. Este aumento vai rondar os 1,3% e tem em consideração as emissões de CO2 de cada veículo.

5. Automóveis mais caros no próximo ano

Tal como o imposto sobre os automóveis, também o valor que vai pagar por um carro novo vai ser superior. Desde setembro de 2018 que está a ser implementado o novo ciclo de e medição das emissões poluentes. Tal facto pode agravar em centenas de euros os preços dos automóveis novos.

6. Preço da eletricidade vai baixar em 2019

Muitas famílias ficaram agradadas com a descida no preço da eletrecidade que se praticou em 2018. E parece que em 2019 vai ser a maior descida dos últimos 20 anos. São 3,5% a menos no mercado regulado e pode chegar aos 6% no mercado livre.

7. Emigrantes vão ter descontos mais altos no IRS

Há boas notícias para os nossos emigrantes. Quem regressar ao país entre 2019 e 2020 e passar ter em Portugal a sua residência fiscal vai passar a pagar IRS apenas sobre metade daquilo que ganha. Este é um incentivo ao regresso dos que partiram da sua terra natal à procura de melhores condições de vida noutro país.

8. Horas extra deixam de fazer retenção ao estado

Os trabalhadores que realizam horas extra vão passar a reter mais dinheiro no bolso. Isto porque vão deixar de fazer a retenção para o estado, ficando com o montante todo para si. Porém, em 2020 os efeitos desta mudança vão chegar. Isto porque quando entregar a declaração do IRS, vai declarar o montante total. Vejamos o exemplo:

Um trabalhador que ganha 600 euros de salário mensal, e trabalha horas extra que resultam num montante acrescido de 200 euros, fazia em 2018 uma retenção na fonte (ou seja, um adiantamento para o estado) no valor de 67 euros. Porém, com estas novas regras, deixa-se de fazer esta retenção. Mas quando entregar a sua declaração, em vez do reembolso atual de 45 euros, passará a pagar 692 euros. Como a pessoa não teve de fazer o desconto por antecipação, neste caso concreto, o IRS transita para a altura da entrega da declaração, ficando todo o valor aí concentrado.

9. Preços das telecomunicações vão aumentar

A Meo e a Nós admitiu que vai atualizar os seus preços, seguindo a inflação. Isto significa que vai passar a ver valores superiores nas faturas das telecomunicações a partir de janeiro

10. Pensões aumentam 1,6%

Trata-se do aumento mínimo nas pensões, ou seja, 1,6% a partir de 2019. No entanto, o Estado acredita que é o suficiente para que os pensionistas recuperem um pouco do poder de compra. Um pensionista que receba 300 euros, vai acarretar mais 4,8 euros ao final do mês.

Publicidade

Banner-Festival-Francesinha-Felgueiras-700x446

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta