Trail Run Summit: Eduardo Merino revela segredo para se ser um atleta equilibrado

Trail Run Summit: Eduardo Merino revela segredo para se ser um atleta equilibrado

No próximo sábado, dia oito de dezembro, Eduardo Merino será um dos nomes em destaque na Trail Run Summit, em Penafiel. Licenciado em Fisioterapia e Osteopatia, Mestre em Psicologia da Dor e estudante de Antropologia Biológica, Eduardo revela-nos o motivo que o levou a optar por esse ramo profissional. “O meu pai é médico e o meu avô era veterinário, portanto a medicina sempre foi um apanágio da família. No entanto, a escolha pela área deu-se quando me lesionei a jogar hóquei e fui tratado por um fisioterapeuta.”

Natural do Porto, mas residente em Paredes, Eduardo será orador em três palestras: “Gestão de Prova”, “Preparação e Recuperação no Trail” e “Força Mental em Prova”. Quando questionado sobre qual a componente mais importante de um desportista – física ou mental –, o profissional de saúde é perentório: “nunca existe um mais importante. Claramente, é uma simbiose total e esse equilíbrio é a chave para qualquer atleta”, revela.

Na Dr. Merino Clínica Médica, em Paredes, Eduardo é, entre muitas outras especialidades, perito no tratamento de atletas de alta competição. Para ele, é fácil perceber qual o aspeto mais importante durante a recuperação de uma lesão. “O grande segredo de uma boa recuperação é as pessoas perceberem o que é uma lesão – perceber que não é algo negativo, mas sim uma mensagem do corpo de que algo está mal. É um aviso de que tem de haver uma alteração de comportamento”, esclarece.

Em termos de transformação física e mental, Eduardo dá-nos a conhecer aquele que, para si, foi “o caso mais extraordinário” com que já trabalhou. “ Era um miúdo de oito anos que ia ser operado a uma escoliose. Era o filho mais novo, de baixa estatura, usava óculos, … Agora, é um homenzarrão, com um físico impressionante.”

Na clínica que fundou, vários colegas de Eduardo eram praticantes de trail running, tal como ele próprio. Essa razão, bem como a “necessidade de acrescentar valor a uma modalidade que estava em crescimento”, estiveram na origem da criação de uma equipa que pretendia “ser diferenciadora no panorama nacional”. Nascia assim a Dr. Merino/Nutrifit.

Em 2017, já sob a designação de Dr. Merino/4Moove, a equipa viveu um dos períodos de maior sucesso da sua existência. De entre as muitas conquistas, destacam-se a Taça de Portugal de Ultra Endurance, a Taça de Portugal de Trail e o Campeonato de Ultra Trail. Para além disso, a participação na Ecologic Trail Run Azores ficou guardada na memória. O facto dos cinco primeiros classificados pertencerem à mesma equipa – a Dr. Merino/4 Moove, claro está – significou o chamado “penta”, feito inédito na modalidade e um momento que Eduardo recorda como tendo sido “extraordinário”.

No mês passado, para surpresa geral, colocou-se um ponto final na Dr. Merino/4 Moove. “Os motivos? Não há motivos. Tudo tem um início e tudo tem um fim”, explica Eduardo. No entanto, apesar de considerar uma “história com um final feliz”, esse adeus pode não ser definitivo. “Algum projeto de equipa no futuro? Sem dúvida que vamos voltar”, anuncia.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.