Celorico de Basto: Percurso “À volta do Castelo de Arnoia” pronto para acolher visitantes

Celorico de Basto:  Percurso “À volta do Castelo de Arnoia” pronto para acolher visitantes

Os dias de frio são excelentes oportunidade para conhecer e desfrutar de lugares e caminhos prontos para serem descobertos. Aproveite  a paleta das cores do outono e vá em busca de novos destinos.

O PR1-“À volta do Castelo de Arnoia e antiga Villa de Basto” é um percurso pedestre de pequena rota, circular, que se desenvolve em dois anéis. A partida e chegada acontece na aldeia do Castelo, antiga Villa de Basto que foi sede do concelho de Celorico de Basto até ao ano de 1719.

O Castelo de Arnoia é classificado como Monumento Nacional desde 1946 e também conhecido como Castelo dos Mouros ou Castelo de Moreira.

O percurso que define o primeiro anel, por caminhos florestais e na extensão de 4.250 metros, leva-nos da aldeia do Castelo até ao monte do Calvelo, no alto está localizada uma pequena capela. Neste ponto o olhar assume uma dimensão extraordinária onde é possível observar o Castelo na sua relação com a aldeia e com o território que o mesmo domina.

O percurso que define o segundo anel é de grau de dificuldade mais elevado e um pouco mais extenso – 6.750 metros. Logo no início e depois de passarmos pelo restaurante localizado ao lado do centro interpretativo da aldeia, uma descida acentuada leva-nos ao fundo do vale onde domina a cultura da vinha, com passagem pela Casa de Sequeiros – um solar oitocentista com imponente capela.

Depois de ultrapassada uma pequena linha de água uma subida íngreme até ao miradouro de Penícia. Aqui chegados a uma paragem obrigatória, não só para retemperar forças mas, sobretudo, para contemplar novamente o Castelo. Deste local podemos apreciar o caracter quase inacessível da sua localização, dada a forte pendente do local aonde está instalado.

A paisagem que se vislumbra deste miradouro é deslumbrante – O vale cavado, os terrenos agrícolas, as construções rurais e lá no alto, o imponente Castelo de Arnoia.

Depois deste local e vencida que foi a maior dificuldade do percurso, o regresso à aldeia do castelo faz-se sem dificuldades de maior. Destaque para o trecho de alçada tradicional muito antiga antes de chegar ao lugar de Chelo.

O remate final deste percurso faz-se no trecho de acesso à aldeia e ao alto do Castelo. Uma subida ao alto da torre de menagem para apreciar o território e uma paisagem deslumbrante.

 

Até Breve.

Agendamento e marcações com Rota do Românico pelo e-mail: [email protected]

Faça o download, da aplicação Visite Comigo e tenha os melhores destinos do norte de Portugal na palma das mãos. Disponíveis na AppStore e Google Play.

Flávia de Paula
CONTRIBUTOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.