De Bagagem pelo Mundo: Por terras belgas, Pedro Pereira vê a barriga da sua mulher crescer

De Bagagem pelo Mundo: Por terras belgas, Pedro Pereira vê a barriga da sua mulher crescer

Pedro Pereira deixou uma filha com quatro meses e a sua mulher em Portugal para viajar até à Bélgica. Foi há oito meses que enveredou nesta aventura “difícil” na vida deste jovem de 28 anos, natural de Santa Cruz do Douro, em Baião.

Este recente emigrante era bombeiro em Baião. “Em Portugal fazia o que mais gosto de fazer na vida, ou seja, ajudar as pessoas”. Em 2007, ingressou nos bombeiros como voluntário, mas pouco tempo depois recebeu “a proposta para ir trabalhar como profissional” e ali permaneceu cinco anos, até ao dia que se viu obrigado a deixar “o que mais gostava para trás”.

“Deixei tudo que gostava para trás para tentar dar um futuro melhor aos meus filhos coisa que, neste momento, em Portugal não se consegue”

Deixou a farda de bombeiro na gaveta da sua habitação em Portugal e vestiu a farda de garçom para desempenhar funções no âmbito da restauração. Mas não saber falar francês foi ainda outro fator de descontentamento desta aventura por terras belgas.

Mas, embora tenha sido complicada a sua adaptação ao novo emprego, o certo é que esse se tornou um mal menor. Isto porque Pedro Pereira passou vários dias num grande sofrimento “porque não tinha quem amava” à sua beira. Faltava-lhe o cheiro a bebé da sua filha e o calor do abraço da sua esposa.

Fazia-lhe falta este conforto que não encontrou na Bélgica, principalmente nos momentos em que diz ter sido “calcado” e “humilhado”.

“Trabalhar na restauração sem saber falar e sem perceber os colegas é muito complicado, fui muito ‘calcado’ e ‘humilhado’, acho que todos já passaram por isso”, conta com um sentimento de amargura na voz.

Embora seja um “emigrado recém-chegado”, Pedro Pereira admite que esta fase difícil mudou quando os seus colegas se aproximaram e as relações começaram a melhorar. “As pessoas cá são muito simpáticas, e há muitos emigrantes portugueses, o que facilita no processo de integração”, salienta.

Mas os dias voltaram a brilhar quando a sua esposa e a sua filha viajaram até à Bélgica. Agora, com um novo bebé a bordo, Pedro Pereira afirma estar feliz, pois tem o seu “cantinho, coisa que não tinha em Portugal”.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta