Baião acolhe coleção de arte sacra

Baião acolhe coleção de arte sacra

O edifício da “Casa da Hospedaria e Casa dos Moços”, no Mosteiro de Santo André de Ancede, no concelho de Baião, vai receber uma exposição dedicada à arte sacra que contemplará o espólio doado ao município por um dos mais importantes colecionadores do país, António Miranda.

Segundo nota enviada à imprensa, esta coleção é composta por 23 peças de escultura e de pintura, destacando-se pelo número os cristos crucificados, estando representados diversos períodos históricos e artísticos, enquadráveis cronologicamente entre os séculos XVI e XIX.

A exposição ficará provisoriamente instalada no edifício já intervencionado pelo Arquiteto Siza Vieira, sendo a primeira componente do projeto de recuperação integral dos espaços do Mosteiro de Santo André de Ancede.

 “Aquela exposição é o primeiro passo para um projeto ambicioso de se constituir um núcleo museológico dedicado à área, estando aberta a novas aquisições e a acordos com os párocos para a sua integração, compreendendo uma componente de salvaguarda e recuperação do património considerado importante”, revelou a autarquia.

António Miranda, dono da exposição, é natural de Santa Cruz do Douro. A sua paixão pelo colecionismo manifestou-se durante a infância. As moedas foram a sua primeira experiência. Mais tarde, durante o liceu, dedicou-se aos selos e, já na faculdade de Coimbra, todas as poupanças que conseguia amealhar eram gastas em ferro-velho e lojas de velharias. Foi nessa altura que o gosto por imagens religiosas se foi apurando, através do estudo e prospeção pelos museus, bibliotecas e antiquários da velha cidade universitária.

A exposição em Baião abrirá em breve, em data a anunciar.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.