Celorico de Basto recebeu sessão sobre Formação Financeira

Celorico de Basto recebeu sessão sobre Formação Financeira

O Salão Nobre dos Paços do Concelho de Celorico de Basto foi o palco, no passado dia 31 de outubro, de uma sessão sobre o Plano Nacional de Formação Financeira (PNFF) “Todos Contam”. A iniciativa contou com a presença de uma equipa composta por um membro da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), do Banco de Portugal e da Comissão de Valores Imobiliários (CMVM).

Esta sessão tem como objetivo atingir um público diferenciado, entre técnicos de IPSS´s, juntas de freguesia, técnicos do município e outros “opinion makers”, mais próximos das populações, que terão a missão de transmitir a essas mesmas populações a informação recolhida numa área globalmente com escassos conhecimentos.

Joaquim Mota e Silva, presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto destacou a importância de se desenvolver um trabalho próximo das pessoas. “É quem está mais próximo das populações que deve obter e transmitir informação crucial no dia-a-dia das pessoas, muitas vezes negligenciada. De facto, é muito importante que as pessoas conheçam melhor as ferramentas para gestão da economia familiar, do quotidiano, dos seus projetos de vida”, sublinhou.

“As pessoas precisam ser informadas e formadas para a literacia financeira. Saber como poupar e investir, como contrair um crédito, fazer um seguro, aprender para evitar entrar em situações que possam colocar as suas economias em risco. Efetivamente, estas formações são muito benéficas para as pessoas pois a aquisição destes conhecimentos financeiros traduzem-se numa gestão adequada das suas finanças”, acrescentou o autarca.

Recorde-se que este plano nacional de Formação Financeira foi implementado em 2011 e pretende contribuir para elevar o nível de conhecimentos financeiros da população, bem como promover a adoção de comportamentos financeiros adequados, através de uma visão integrada de projetos de formação financeira e pela junção de esforços das partes interessadas.

De acordo com o município, na sessão ficou claro que é necessário “sensibilizar e informar para este aspeto da vida”.

O PNFF, visa melhorar conhecimentos e atitudes financeiras, aprofundar conhecimentos e capacidades na utilização de serviços financeiros digitais, apoiar a inclusão financeira, desenvolver hábitos de poupança, promover o recurso responsável ao crédito, criar hábitos de precaução e reforçar conhecimentos financeiros na área empresarial.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.