Resende: Grupo Operacional da Cereja apela a produtores que participem no projeto

Resende: Grupo Operacional da Cereja apela a produtores que participem no projeto

Decorreu, no dia 17 de outubro, mais uma sessão do Grupo Operacional da Cereja de Resende. A sessão de divulgação do grupo aconteceu no auditório municipal da localidade, servindo para dar a conhecer aos produtores de cereja o diagnóstico de produção, distribuição e comercialização desta fruta.

O grupo apresentado é um projeto aprovado no âmbito do PDR 2020, que visa criar condições para melhorar a capacidade produtiva com o objetivo principal de aumentar a escala de produção, bem como melhorar a qualidade da cereja de Resende.

O projeto prevê ainda que seja aprovada uma outra candidatura no âmbito da comercialização que tem por objetico criar condições de certificação, distribuição e comercialização da cereja.

Durante a divulgação do Grupo Operacional da Cereja de Resende, foi solicitado aos produtores presentes que colaborassem com o grupo a fim de ser alcançado maior sucesso na produção do fruto da região.

Para que os produtores de cereja do município possam participar ativamente no projeto, durante a sessão de apresentação foi solicitado que preencham um inquérito e da respetiva declaração de consentimento, como forma de obterem um diagnóstico atual da produção.

Para os produtores que queiram colaborar com o Grupo Operacional de Cereja de Resende o inquérito está disponível a partir do link: https://mega.nz/fm/W6BGGaqY

Depois de preenchidos devem ser enviados por email para [email protected] ou entregar pessoalmente no Gabinete de Desenvolvimento Rural (GDR) da Câmara Municipal de Resende.

O GDR também está disponível para qualquer esclarecimento através do contacto telefónico 926 566 259.

São parceiros deste projeto o Município de Resende, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a Dolmen – Associação de Desenvolvimento Local e Regional, a Cermouros, Lda., a empresa MúltiplosFrutos e os produtores Fernando Pinto e Armindo Barbosa.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.