As castanhas são o fruto seco que mais engorda? Saiba a resposta

As castanhas são o fruto seco que mais engorda? Saiba a resposta

Em época de comer castanhas e provar o vinho, o jornal A VERDADE foi investigar quais os benefícios das castanhas. A novidade é que, ao que vários nutricionistas indicam, a castanha pode ser uma boa ajuda na alimentação de qualquer pessoa, até na de quem quer manter a linha.

É um dos frutos secos com menor quantidade de gordura e calorias. Cem gramas de castanhas equivalem a 220 calorias, 45,5 gramas de hidratos de carbono e 1,3 de gordura.

Este fruto é também uma ótima fonte de vitaminas A, B, C e E, potássio, ferro e fósforo, podendo ser consumida sem medos, já que são pobres em sódio. A castanha é adequada a pessoas com hipertensão ou que têm tendência para retenção de líquidos.

Mesmo assim, como diz o ditado “o que é demais é exagero”, se consumir 12 castanhas, deverá evitar consumir mais alimentos nessa refeição. O ideal será mesmo não ultrapassar as seis por dia.

Mas entre as várias formas de confecionar este produto saiba que as melhores para manter as propriedades das castanhas são cozidas ou assadas. Acompanhadas pelo tradicional vinho doce, devem ser ingeridas menores quantidades de castanhas para compensar os açucares do vinho

Mais três razões para incluir as castanhas na sua alimentação:

1. Reduz o acne:

As propriedades anti-inflamatórias e anti-bacterianas de Castanha pode ser útil para o tratamento da Acne e inflamação da pele. O Zinco nesta oleaginosas reduz a vermelhidão da pele e promove a produção de Colágeno. Ele libera as toxinas do corpo, impedindo o início da Acne.

2. Diminui o risco de depressão:

como é bastante rico em minerais, este fruto seco ajuda a fortalecer o cérebro e a melhorar todas as funções intelectuais.

3. Reduz o stress

É uma arma para quem sofre de stress: parece que a elevada quantidade de fósforo e vitamina B presente na composição nutricional da castanha ajuda a manter a saúde do sistema nervoso.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.