Marco de Canaveses: Sexta edição da Bienal da Pedra contou com mais de quinze mil pessoas

Marco de Canaveses: Sexta edição da Bienal da Pedra contou com mais de quinze mil pessoas

A sexta edição da Bienal da Pedra decorreu no passado fim-de-semana, de 12 a 14 de outubro, em Alpendorada, Várzea e Torrão, no concelho de Marco de Canaveses. Renovada, esta edição teve lugar no Parque de Lazer de Alpendorada e contou com mais de 15 mil visitantes, segundo o que avançou a junta de freguesia local.

Com mais de 80 expositores, o granito foi a peça principal deste certame que, para além de mostra da pedra e de todos os materiais necessários para a trabalhar, contou também com muita animação.

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, destacou “o sucesso do evento e o sucesso das parcerias com os empresários”.

marco de canaveses - bienal da pedra 2

“Quisemos que eles nos dessem as suas sugestões. Este certame é feito a pensar nos nossos empresários para melhorar a sua capacidade de competitividade e de exportação”, afirmou a autarca.

Esta edição da Bienal da Pedra contou com uma novidade, a participação da “Casa de Arquitetura” e de vários arquitetos. “Quisemos que a Casa da Arquitetura tivesse um lugar primordial nesta parceria, o que também correu muito bem”, garantiu Cristina Vieira.

De acordo com a presidente marcoense, o objetivo para a próxima edição passa essencialmente pela internacionalização do evento. “Já o fizemos este ano, por isso é que trouxemos uma arquiteta internacional, mas o nosso foco para daqui a dois anos é que esta Bienal tenha ainda mais impacto na região, no país e que se torne internacional”, sublinhou.

marco de canaveses - bienal da pedra 4

Para a concretização deste objetivo, a autarca avança que as parcerias com os empresários são fundamentais. “Só conseguimos cumprir se os empresários estiverem connosco, queremos que eles tenham uma maior capacidade de negociação e melhor capacidade de desenvolver as suas indústrias”, afirmou.

Domingos Neves, presidente da Junta de Freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão, salientou que “o local é fantástico e penso que é para continuar”, referindo-se à passagem da Bienal da Pedra do exterior do Estádio de Alpendorada para o Parque de Lazer.

O autarca local referiu que o balanço da iniciativa “é positivo”. “Quando estávamos a entregar os diplomas aos expositores todos nos disseram que o local é melhor, que a feira correu bem”, revelou.

marco de canaveses - bienal da pedra 1

Segundo o presidente, o dia de abertura deixou-o “sensibilizado e emocionado”, porque “foi um dia muito bom, nunca tínhamos tido tanta gente na abertura”.

Também Domingos Neves destacou o “empenho dos empresários, principalmente os da pedra, da nossa terra porque são eles a mola real da Bienal”, acrescentando que é necessário sensibilizar mais empresários para a Bienal. “Precisamos de transformar esta feira na maior feira de mostra de pedra do país”, realçou.

marco de canaveses - bienal da pedra 5

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.