Mais de 50 jovens ajudaram a vigiar as florestas em Baião

Mais de 50 jovens ajudaram a vigiar as florestas em Baião

58 jovens do município de Baião estiveram entre os dias 9 de julho e 21 de setembro a participar numa iniciativa para ajudar a vigiar a mancha verde do concelho, que é a maior do distrito do Porto.

A campanha “Patrulha Baião” foi promovida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) em conjunto com a Câmara Municipal de Baião e levou a que todos os jovens participassem numa ação de formação relacionada com a proteção da floresta ministrada por elementos do gabinete florestal da autarquia.

O programa integrou o planeamento estratégico que tem sido levado a cabo pelo município no que à proteção da floresta diz respeito, e a consequente prevenção dos incêndios.

O Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas é um programa de voluntariado juvenil, que decorre todo o ano, no âmbito da preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas. Pretende-se sensibilizar as populações, prevenir contra os incêndios florestais e outras catástrofes com impacto ambiental, monitorizar e recuperar territórios afetados.

O programa em Baião envolveu 58 jovens, dos 60 previstos, de um total de 64 jovens inscritos e contemplou 5 patrulhas de 15 dias, compostas por 12 jovens em cada turno, num total de 5 horas diárias por jovem – das 14 às 19 horas- , e decorreu todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e feriados. Foram 75 horas por turno num total de 4350 horas.

A autarquia baionense convidou todos os voluntários para se juntarem a 22 de setembro na Casa da Juventude e do Desporto de Chavães para um lanche final de confraternização e balanço mas, sobretudo, de agradecimento. Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, conversou com os jovens presentes e agradeceu “o esforço de todos”, louvando a atitude dos jovens e parabenizando os jovens pelo “sucesso da iniciativa”. “Ainda é cedo para fazer balanços mas espero não estar enganado. O número de incêndios foi menor este ano e não tenho dúvidas de que isso de deve também ao vosso esforço”, avançou Paulo Pereira que também lembrou aos jovens a “importância de se envolverem civicamente na causa pública, seja de que índole for, e participarem, com orgulho, todos os dias, na “construção” do seu futuro”.

O programa contou com a parceria e apoio dos Bombeiros Voluntários de Baião e de Santa Marinha do Zêzere e da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do departamento do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.