Município de Baião deu as boas vindas aos professores que lecionam no concelho

Município de Baião deu as boas vindas aos professores que lecionam no concelho

A cada ano são dezenas, os professores, espalhados pelos três agrupamentos escolares do concelho, que vêm lecionar para Baião, colocados pelo Ministério da Educação.

Para dar as boas vindas, não só aos novos docentes, como aos já residentes, a Câmara Municipal de Baião, preparou a 13 de setembro, na Escola Básica e Secundária de Baião, um programa especial que integrou não só os professores como o pessoal não docente.

A sessão começou às 10 da manhã com a receção aos professores e um momento musical protagonizado por dois professores do Agrupamento de Escolas Vale de Ovil. Do plano de trabalhos constavam palestras protagonizadas por três especialistas de renome: para os docentes, o mestre em educação, Valdemar Castro Almeida, que abordou vários aspetos relacionados com o projeto educativo concelhio e o professor doutor José Matias Alves dirigiu-se aos professores falando da autonomia curricular da escola. Para o pessoal não docente, a psicóloga Helena Bilomória preparou uma sessão onde teve oportunidade de fazer uma ação de sensibilização relacionada com a mediação de conflitos em contexto escolar, precedida por uma sessão onde intervieram os diretores dos agrupamentos escolares, cujo tema escolhido foi, precisamente, a importância do pessoal não docente na organização escolar.

baiao-rececao-professores-005

Os professores, colocados este ano letivo pela primeira vez no concelho, foram, ainda, convidados pela autarquia a fazer um passeio pelo concelho que integrou uma visita à Fundação Eça de Queiroz e ao Mosteiro de Santo André de Ancede.

José Pinho Silva, vice presidente da Câmara Municipal de Baião, responsável pelo pelouro da educação, esteve na cerimónia acompanhado por Paulo Pereira, presidente da autarquia baionense, e deu as boas vindas aos docentes apelando para que se empenhem nas exigentes tarefas educativas porque “só assim será possível preparar os alunos para um mundo cada vez mais globalizado e competitivo”. “O sucesso escolar depende não só de quem cria as políticas, mas sobretudo de quem as coloca em prática todos os dias e, neste caso, os professores são elementos essenciais juntamente com os pais e encarregados de educação e o pessoal não docente. É por isso que precisamos do vosso entusiasmo, da vossa competência e da vossa disponibilidade. A educação é uma prioridade para o Município de Baião porque é pela educação e pela formação que se promove a mobilidade social dos nossos jovens e se melhora o desenvolvimento económico e social do nosso território.”, defendeu o autarca.

Paulo Pereira enalteceu o trabalho dos membros da comunidade educativa – professores, pessoal não docente, encarregados de educação e responsáveis pelos agrupamentos -, atribuindo-lhes o mérito dos progressos que se têm verificado na educação ao nível concelhio.  “Os indicadores permitem-nos perceber a enorme evolução que se registou no nosso concelho desde finais de 2005, altura em que metade dos nossos alunos não terminava o 9º ano e em que 70% dos alunos não concluía a escolaridade obrigatória. Atualmente, o abandono escolar é praticamente inexistente e o sucesso escolar teve uma redução drástica”.

baiao-rececao-professores-006

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.