“Pex” Moura Jr: o jovem que leva Penafiel ao topo

Pedro “Pex” Moura Jr é um piloto de oito anos, oriundo de Penafiel. Em 2017, foi Campeão Nacional de Iniciados 2017, na modalidade Karting. Muito recentemente, estreou-se na motonáutica, com a vitória na Categoria 1 da 2ª prova do Campeonato Nacional de Fórmula Futuro.

Apesar da tenra idade, as rotas que marcam a vida do menino nascido em Penafiel já são vastas. De descendência luso-brasileira, com um ano e meio partiu para Angola. Aos dois anos rumou à Namíbia, onde permaneceu até ao regresso a Portugal, com cinco anos.

A reabertura do kartódromo de Baltar, no final de 2016, marca o início da paixão de “Pex” Moura  pelo karting. O pai, um entusiasta pela modalidade que já tinha corrido no passado, decidiu levar ambos os filhos a visitar a pista. “Estava a chover, e achei logo que ele tinha jeito. Ele gostou muito, estava todos os dias a falar no karting”, refere.

Em fevereiro de 2017, Pedro Moura, o pai, teve conhecimento do campeonato nacional para iniciados. Faltavam, então, três semanas para o início do campeonato. Pedro procedeu à inscrição do filho na prova, que funcionava através de um sistema de “aluguer” de karts. Como não era necessário comprar o carro de corrida, o trabalho focou-se em treinar o pequeno piloto. A recompensa chegou logo no final do primeiro campeonato. “Pex” sagrou-se campeão nacional de karting, em iniciados.

2018 é já o segundo ano consecutivo em que o menino de Penafiel compete no campeonato nacional. Para além desta competição, Pex participa em mais duas provas, em simultâneo: o Rotax Espanha e o Rotax Portugal. De momento, encontra-se bem posicionado em ambas as competições e com possibilidade de vencer, novamente.

Para alcançar estes resultados, Pex “leva uma vida de atleta de alta competição”. O jovem tem treinos de natação e kickboxing duas vezes por semana para se manter em forma.

O pai descreve-o como “exigente com ele próprio. Não gosta de perder e analisa sempre onde errou, para recuperar na próxima vez”. Revela, também, que o pequeno piloto sente que os fins de semana sem provas são “monótonos”.

As portas para o mundo da motonáutica foram abertas a convite de Joaquim Amandio Santos, o diretor de comunicação da Federação Portuguesa de Motonáutica que informou que o selecionador nacional encontrava-se em Entre-os-Rios, Penafiel, a fazer um estágio com os pré-selecionados para o campeonato do mundo. Pedro Moura levou mais uma vez o pequeno Pex para o desafio que numa semana e meia de treinos intensivos colocou Pex a competir na classe 1 (dos oito aos nove anos). Apesar de ser a sua primeira vez a conduzir um barco, o penafidelense alcançou a vitória, em Entre-os-Rios e foi convidado para integrar a Selecção Nacional de Fórmula Futuro 2018 que irá participar no Campeonato do Mundo nos Emirados Árabes Unidos de 11 a 17 de novembro.

A competição principal para Pex Moura continua a ser o Karting, onde apesar do sucesso, a carência de apoios faz-se sentir. Segundo o pai do campeão, os apoios são parcos em comparação com os gastos. “Não é só ser piloto. Existe toda uma estrutura, com equipa profissional, deslocações, almoços, alojamento, manutenção dos carros. São milhares e milhares de euros investidos”, recorda.

Velocidade na pista e velocidade na vida é um bom modo de definir a trajetória do penafidelense que, apenas com 8 anos, diz ter o sonho de chegar à formula 1.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.