Amarante: Trilhos da Aboboreira contaram com a participação de mais de 600 pessoas

No dia 24 de junho, a Serra da Aboboreira foi palco de mais uma edição dos Trilhos da Aboboreira. Organizada pela secção de Trail Running da Associação Desportiva de Amarante, a prova decorreu com base logística em Amarante e reuniu cerca de 600 participantes nas diferentes vertentes do evento.

Ao longo dos trilhos idealizados pela equipa A.D. Amarante Trail Running, os atletas encontraram um percurso diversificado, atingindo os 950m de altitude na prova de 30 Km. O que também marcou os trilhos foi a existência de várias zonas de arvoredo, com sombra, várias cascatas, moinhos e cursos de água e o ladear na parte final do rio Ovelha e do rio Tâmega, terminando no centro histórico de Amarante.

A edição deste ano dos trilhos da Aboboreira foi apadrinhada por Luís Duarte, atleta do EDV – Viana Trail, que representou Portugal no último Mundial de Trail.

O secretariado da prova decorreu na Dolmen, um dos parceiros da prova, tendo os atletas sido transportados depois para a zona do Cavalinho, nas portas da Serra da Aboboreira, onde foram dadas as partidas das três provas.

A prova de 12 Km, com uma altimetria de cerca de 500m D+, foi a prova mais acessível tendo sido feita a correr ou a caminhar. Contou com os vencedores Norberto Loureiro e Albertina Santos (Nocturnos de Paredes).

Na prova dos 18 Km, com uma altimetria final de 900m D+, o vencedor masculino foi Tiago Pereira (FC Penafiel) e na prova feminina foi Eliana Teixeira (Fridão Sem Limites) que ficou em primeiro lugar.

A principal prova do evento, de 30Km e com aproximadamente 1400m D+, contou com os vencedores Carlos Veloso (Team Sindeq) e Lucinda Sousa (Prozis Trail Team). Esta prova, que contava para a Taça de Portugal de Trail-Zona Norte, teve, em termos coletivos, como vencedores o Clube de Atletismo de Fafe.

Segundo a organização, o balanço da prova “foi positivo de acordo também com as opiniões dos atletas no final da mesma”.

Outro dos objetivos a que a organização se propôs, e que sente que foi atingido com a realização da prova, centra-se na “divulgação da Serra da Aboboreira como local com potencial para a prática de desportos de natureza todo o ano, tendo esta ainda muitos trilhos em estado virgem, com grande beleza associada para ser explorados. Nesta demanda o apoio da Associação de Municípios do Baixo Tâmega e dos três municípios envolventes à serra foi fundamental”.

63 comentários
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

63 Comentários

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.