Publicidade

banner-festas-do-marco-2019-700x394
Banner-Expomontemuro-2019-700x315

Marco de Canaveses tem agora três Unidades Locais de Proteção Civil nas freguesias

Marco de Canaveses tem agora três Unidades Locais de Proteção Civil nas freguesias

As freguesias do Marco e Penha Longa e Paços de Gaiolo, no concelho de Marco de Canaveses, criaram Unidades Locais de Proteção Civil. A apresentação destas unidades aconteceu este domingo, dia 24 de junho, nas comemorações do Dia Municipal do Bombeiro. Recorde-se que a primeira unidade local foi criada na freguesia de Soalhães.

Estas unidades são formadas por voluntários das freguesias, estando disponíveis para colaborar com os bombeiros e esses voluntários já têm recebido formação.

Marco de Canaveses tem agora três estruturas locais e a Câmara Municipal entregou hoje, como forma simbólica e de apoio, Kit’s de Proteção Civil às três freguesias.

Os kit’s, no valor de cerca de 23 mil euros, têm como objetivo “dar algum equipamento e meios a estas unidades que são constituídas por voluntários, permitindo-lhes que possam estar na prevenção, combate e rescaldo”, explicou a presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira.

Para os presidentes de junta, os kit’s recebidos são uma grande ajuda e as unidades são encaradas como “responsabilidade” acrescida.

“É mais uma responsabilidade e temos de fazer um trabalho com sentido de oportunidade e organização. Certo é que este kit é uma mais valia para nos ajudar na constituição desta unidade local. A ideia surge mediante as necessidades e visto a área geográfica da nossa freguesia ser muito grande”, afirmou Celso Santana, presidente da Junta de Freguesia do Marco, acrescentando que os voluntários estão com “muita vontade de ajudar” e alguns deles “têm bastante experiência”.

marco - unidade local marco

“Havendo um alerta, enquanto os bombeiros saem do Marco e chegam a Penha Longa, aqueles 10 a 15 minutos que demoram a chegar são muito cruciais no início do incêndio e este kit será uma mais valia para atuar no imediato”, reconheceu José Couto, presidente da Junta de Freguesia de Penha Longa e Paços de Gaiolo. Segundo o autarca, foi fácil encontrar voluntários para a unidade.

marco - unidade local penha longa

António Monteiro, presidente da Junta de Freguesia de Soalhães, enalteceu o facto de ter havido a entrega do kit e lembrou outras ação já a entrar no terreno. “Estamos também a implementar o programa lançado pelo governo, ‘Aldeia segura, pessoas seguras’ e vamos ver se começamos a controlar mais as situações de incêndio, porque o nosso maior problema é quando os incêndios vêm do lado de Baião. Quando isso acontece é problemático porque já vem com uma frente bastante grande e é mais difícil de controlar”, notou.

marco - unidade local soalhaes

As celebrações do Dia Municipal do Bombeiro, que foi instituído pela Câmara Municipal no ano de 2016, iniciaram com uma sessão solene, no auditório municipal.

Dirigindo-se aos presentes na cerimónia, Sérgio Silva, comandante dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, apresentou os números relativamente ao primeiro semestre de 2018, destacando os “23 alertas por dia”, o que contabiliza um total, até ao dia 22 de junho, de “2.338 quilómetros na estrada, que é mais ou menos a distância de Marco de Canaveses até Praga, na República Checa”.

marco - dia municipal do bombeiro

O comandante deixou um agradecimento especial “aos meus bombeiros pelo contributo e pelo trabalho ao longo deste ano”.

Por sua vez, o presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, Fernando Nazário, considera que se deve repensar a data da celebração do Dia Municipal do Bombeiro. “Se calhar terá de ser no dia principal das manifestações dos bombeiros voluntários. Porque temos o aniversário e temos o dia municipal, o aniversário é uma festa caseira, o Dia Municipal do Bombeiro é, de facto, uma manifestação que é aberta a todo o concelho”, acrescentando que a junção das duas datas era uma mais-valia.

marco - dia municipal do bombeiro (2)

O dirigente referiu que “não pedimos dinheiro, pedimos é trabalho, porque é através do trabalho que arranjamos dinheiro”.

Também presente nas comemorações esteve o presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, José Valdoleiros, que elogiou a direção  afirmando que “têm trabalhado como nunca” e que “os resultados estão à vista”.

“Temos de ter honra e vaidade nos nossos bombeiros e naquilo que eles representam para o concelho”, realçou o presidente da Assembleia Geral.

dia municipal do bombeiro

José Valdoleiros lamentou, no entanto, “a falta de associados nas assembleias gerais”, admitindo que é necessário estarem presentes nas tomadas de decisões.

A presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira, na sua intervenção, enalteceu a importância do reconhecimento do trabalho dos operacionais. “Nunca é demais lembrar aos marcoenses da importância que os bombeiros têm na salvaguarda de pessoas e bens”, elogiou.

marco - dia municipal do bombeiro (3)

A presença do presidente da direção e do comandante nas reuniões com o executivo e os técnicos foi também motivo de destaque no discurso da autarca, dizendo que se “trata de uma verdadeira, sincera e imprescindível parceria”, sendo “um apoio fundamental”.

Cristina Vieira revelou ainda que o município está a “ultimar um protocolo para que sejam os bombeiros a formar e disponibilizar os nadadores salvadores, para as piscinas municipais e praias fluviais”.

marco - dia municipal do bombeiro (4)

Durante o dia estão expostas as viaturas e meios operacionais dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, na Alameda Dr. Miranda da Rocha (junto à Câmara Municipal).

 

10 comentários
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Publicidade

Banner-Festival-Francesinha-Felgueiras-700x446

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

10 Comentários