Marco de Canaveses tem agora três Unidades Locais de Proteção Civil nas freguesias

Marco de Canaveses tem agora três Unidades Locais de Proteção Civil nas freguesias

As freguesias do Marco e Penha Longa e Paços de Gaiolo, no concelho de Marco de Canaveses, criaram Unidades Locais de Proteção Civil. A apresentação destas unidades aconteceu este domingo, dia 24 de junho, nas comemorações do Dia Municipal do Bombeiro. Recorde-se que a primeira unidade local foi criada na freguesia de Soalhães.

Estas unidades são formadas por voluntários das freguesias, estando disponíveis para colaborar com os bombeiros e esses voluntários já têm recebido formação.

Marco de Canaveses tem agora três estruturas locais e a Câmara Municipal entregou hoje, como forma simbólica e de apoio, Kit’s de Proteção Civil às três freguesias.

Os kit’s, no valor de cerca de 23 mil euros, têm como objetivo “dar algum equipamento e meios a estas unidades que são constituídas por voluntários, permitindo-lhes que possam estar na prevenção, combate e rescaldo”, explicou a presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira.

Para os presidentes de junta, os kit’s recebidos são uma grande ajuda e as unidades são encaradas como “responsabilidade” acrescida.

“É mais uma responsabilidade e temos de fazer um trabalho com sentido de oportunidade e organização. Certo é que este kit é uma mais valia para nos ajudar na constituição desta unidade local. A ideia surge mediante as necessidades e visto a área geográfica da nossa freguesia ser muito grande”, afirmou Celso Santana, presidente da Junta de Freguesia do Marco, acrescentando que os voluntários estão com “muita vontade de ajudar” e alguns deles “têm bastante experiência”.

marco - unidade local marco

“Havendo um alerta, enquanto os bombeiros saem do Marco e chegam a Penha Longa, aqueles 10 a 15 minutos que demoram a chegar são muito cruciais no início do incêndio e este kit será uma mais valia para atuar no imediato”, reconheceu José Couto, presidente da Junta de Freguesia de Penha Longa e Paços de Gaiolo. Segundo o autarca, foi fácil encontrar voluntários para a unidade.

marco - unidade local penha longa

António Monteiro, presidente da Junta de Freguesia de Soalhães, enalteceu o facto de ter havido a entrega do kit e lembrou outras ação já a entrar no terreno. “Estamos também a implementar o programa lançado pelo governo, ‘Aldeia segura, pessoas seguras’ e vamos ver se começamos a controlar mais as situações de incêndio, porque o nosso maior problema é quando os incêndios vêm do lado de Baião. Quando isso acontece é problemático porque já vem com uma frente bastante grande e é mais difícil de controlar”, notou.

marco - unidade local soalhaes

As celebrações do Dia Municipal do Bombeiro, que foi instituído pela Câmara Municipal no ano de 2016, iniciaram com uma sessão solene, no auditório municipal.

Dirigindo-se aos presentes na cerimónia, Sérgio Silva, comandante dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, apresentou os números relativamente ao primeiro semestre de 2018, destacando os “23 alertas por dia”, o que contabiliza um total, até ao dia 22 de junho, de “2.338 quilómetros na estrada, que é mais ou menos a distância de Marco de Canaveses até Praga, na República Checa”.

marco - dia municipal do bombeiro

O comandante deixou um agradecimento especial “aos meus bombeiros pelo contributo e pelo trabalho ao longo deste ano”.

Por sua vez, o presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, Fernando Nazário, considera que se deve repensar a data da celebração do Dia Municipal do Bombeiro. “Se calhar terá de ser no dia principal das manifestações dos bombeiros voluntários. Porque temos o aniversário e temos o dia municipal, o aniversário é uma festa caseira, o Dia Municipal do Bombeiro é, de facto, uma manifestação que é aberta a todo o concelho”, acrescentando que a junção das duas datas era uma mais-valia.

marco - dia municipal do bombeiro (2)

O dirigente referiu que “não pedimos dinheiro, pedimos é trabalho, porque é através do trabalho que arranjamos dinheiro”.

Também presente nas comemorações esteve o presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses, José Valdoleiros, que elogiou a direção  afirmando que “têm trabalhado como nunca” e que “os resultados estão à vista”.

“Temos de ter honra e vaidade nos nossos bombeiros e naquilo que eles representam para o concelho”, realçou o presidente da Assembleia Geral.

dia municipal do bombeiro

José Valdoleiros lamentou, no entanto, “a falta de associados nas assembleias gerais”, admitindo que é necessário estarem presentes nas tomadas de decisões.

A presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira, na sua intervenção, enalteceu a importância do reconhecimento do trabalho dos operacionais. “Nunca é demais lembrar aos marcoenses da importância que os bombeiros têm na salvaguarda de pessoas e bens”, elogiou.

marco - dia municipal do bombeiro (3)

A presença do presidente da direção e do comandante nas reuniões com o executivo e os técnicos foi também motivo de destaque no discurso da autarca, dizendo que se “trata de uma verdadeira, sincera e imprescindível parceria”, sendo “um apoio fundamental”.

Cristina Vieira revelou ainda que o município está a “ultimar um protocolo para que sejam os bombeiros a formar e disponibilizar os nadadores salvadores, para as piscinas municipais e praias fluviais”.

marco - dia municipal do bombeiro (4)

Durante o dia estão expostas as viaturas e meios operacionais dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, na Alameda Dr. Miranda da Rocha (junto à Câmara Municipal).

 

10 comentários
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL
banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

10 Comentários

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.