Marco de Canaveses: Marchas de S. João animam festividades em Alpendorada

Marco de Canaveses: Marchas de S. João animam festividades em Alpendorada

Chegou um dos eventos mais aguardados do ano em Alpendorada, Várzea e Torrão: o São João. As festividades já iniciaram a 15 de junho e estendem-se até dia 24.

Não falta animação musical diária e as tradicionais barraquinhas de comes e bebes, no largo da feira. No dia 20 assinalou-se mais um aniversário de elevação de Alpendorada a vila. Mas a principal atração do programa é, como sempre, o grandioso desfile das marchas populares.

As marchas de Alpendorada saem à rua desde 1998. Este ano vão desfilar pela vila e atuar no estádio cinco marchas: Serrinha, Memorial, Vilacetinho, Carcavelos e Várzea do Douro.

O entusiamo permanece de ano para ano e as marchas começam a ser preparadas em janeiro, contou o presidente da Junta de Freguesia, Domingos Neves. Esta manifestação popular “envolve diretamente os principais lugares da freguesia, e indiretamente toda a população, desde a compra dos tecidos à confeção dos vestuários, aos ensaios, no fundo, em tudo o que é preciso para que as marchas saiam à rua na noite de 23 de junho”, explicou. Os temas e o guarda-roupa de cada uma é sempre um segredo bem guardado até à última hora. O certo é que “são sempre originais”.

Por tratar-se da identidade do povo e uma atração turística para a terra, o investimento nas festas do S. João é avultado.

“Diretamente, estas festas têm uma despesa de 50 mil euros. Grande parte é suportada pelo orçamento da Junta de Freguesia e a outra parte é suportada pela população e pelas empresas, que contribuem para que as tradições não morram e que sejam um êxito não só para as pessoas da nossa terra como para as que nos visitam. Depois as marchas, só por si, ainda gastam mais cerca de 15 mil euros, cada uma”, revelou Domingos Neves.

Contas feitas, ficam envolvidos cerca de 100 mil euros, os quais são encarados como “um investimento, porque ajudam o rejuvenescimento do comércio local. A vila nesta semana acaba por se dinamizar a ela própria e a terra fica com uma alegria diferente. Toda a gente colabora e a nossa terra fica com um ar festivo. Os próprios cafés e restaurantes ajudam a dar beleza à festa, com as suas esplanadas”, analisou o autarca.

“Enquanto houver povo nesta terra haverá sempre S. João”, garante.

Domingos Neves, autarca de Alpendorada, Várzea e Torrão

Domingos Neves, autarca de Alpendorada, Várzea e Torrão

“Quem nos quiser visitar será sempre bem-vindo”

O S. João de Alpendorada é diferente dos outros “por causa do convívio que se consegue nestas noites”, afirmou Domingos Neves.

Prova disso é que todos os anos juntam-se em Alpendorada, nas festas de S. João, milhares de pessoas, incluindo forasteiros de fora do concelho e região. “Muitos visitantes acompanham-nos no S. João, vindos de vários pontos do país. Este ano não queremos fugir à regra e criámos condições para que as pessoas continuem a vir e se sintam bem. É uma altura de festa e de lazer”, indicou o autarca. “Quem se quiser deslocar a Alpendorada tem o privilégio de assistir a festas de S. João comodamente instalado, em pleno arraial, a comer e a beber. E será sempre bem recebido, porque o povo de Alpendorada recebe todos com alegria e gratidão. Quem nos quiser visitar será sempre bem-vindo”, assegura.

Na noite de 23 de junho, o trânsito vai estar cortado a partir das 21h15, na rua principal onde as marchas vão desfilar, mas será temporário. “A partir do momento em que as marchas entrem no estádio o trânsito passa a fluir normalmente. Quem se quiser dirigir ao centro da vila tem várias alternativas que conduzem ao local das festas. Podem visitar Alpendorada sem problemas, há estacionamento para toda a gente”, transmitiu ainda o presidente de junta.

A 24 de junho, o santo padroeiro tem destaque, com uma missa em sua honra, na Igreja de S. João Baptista, e procissão.

 

93 comentários
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

93 Comentários

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.