Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Amarante: Polícia Judiciária deteve homem por agressão em Vila Meã

Amarante: Polícia Judiciária deteve homem por agressão em Vila Meã

Informação atualizada às 19h45

O suspeito da morte de António Ribeiro, o toxicodependente de 52 anos encontrado sem vida em Vila Meã, Amarante, já foi detido pela Polícia Judiciária e presente a primeiro interrogatório judicial.

No sábado, perante o juiz, Filipe Teixeira, de 26 anos e residente em Figueiró de Santiago, também em Amarante, admitiu alguns dos factos defendidos pelo Ministério Público e foi indiciado pelos crimes de omissão de auxílio e ofensa à integridade física grave. Foi, depois, libertado com a obrigação de se apresentar, três vezes por semana, no posto da GNR. “As medidas de coação aplicadas, atendendo aos indícios, afiguram-se adequadas”, sustentou o advogado de defesa, Carvalho Bessa.

A morte de “Rana”, como a vítima era conhecida, aconteceu após ter sido agredido. Na origem da discussão estará o facto de “Rana” ter fugido com uma nota de 50 euros dada por Filipe Teixeira para que aquele fosse comprar tabaco.

O toxicodependente de 52 anos foi encontrado, na passada sexta-feira, por uma amiga, que, estranhando a sua ausência, tido ido à sua procura. Estava morto já há alguns dias.

As investigações que se seguiram permitiram à Polícia Judiciária identificar o jovem amarantino como o principal suspeito da autoria do crime e a sua detenção aconteceu horas depois da morte de António Ribeiro ter sido descoberta.

1 comentário

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Matos
    5 Março, 2018, 22:06

    Será que era para tabaco ou vender uma dosse o rana?

    REPLY