Visite Comigo: O Vinho, a Vinha e a Cultura Vínica estão na moda

Visite Comigo: O Vinho, a Vinha e a Cultura Vínica estão na moda

Portugal está na moda e, como já ouvi por aí, a culpa não é da praia, nem tão pouco dos dias soalheiros. Eu estou de acordo que o Campeonato Europeu de Futebol  e o Festival Eurovisão da Canção, ambos conquistados em 2017, trouxeram maior visibilidade para este destino, porém esses dois fatores não chegam sozinhos.

É preciso conjugar com a excelente gastronomia, com a cultura e tradição, com a amabilidade dos portugueses e a hospitalidade nos alojamentos, com os inúmeros patrimónios, inclusive, os reconhecidos pela Unesco,entre outros fatores. Esses são apenas alguns dos bons motivos que têm contribuído para inúmeras entradas de turistas estrangeiros, provenientes de diferentes países do mundo, em Portugal.

Um dia eu ouvi de uma cliente e seguidora do Visite Comigo que “Visitar Portugal é uma daquelas experiências de vida, que vai surgir na mente, sempre que tentarmos lembrar de algo muito bom que vivemos”. Eu  concordo.

Existe uma atividade turística em Portugal, que está em grande crescimento e tem atraído muitos turistas, ano após ano, que é chamado de Enoturismo.

enoturismo (3)

O que é o Enoturismo?

O Enoturismo é um casamento harmonioso e perfeito entre o turismo e todos os elementos da cultura ao vinho. Tem como objetivo ampliar o conhecimento de todos os processos produtivos dos vinhos, aromas e seus sabores. O vinho hoje não é só lembrado durante as refeições ou no mês de setembro, nas vindimas. É lembrado o ano todo.

Uma experiência no Enoturismo vai muito além de uma simples visita às adegas, caves ou quintas e depois uma prova de vinho. Até porque provar um bom vinho é muito mais do que aquilo que se bebe e se esquece. Ao abrimos uma garrafa dos vários tipos de vinhos, podemos provar de forma líquida, a cultura e tradição local, provamos a emoção, sentimos os perfumes, apreciamos as cores e vivenciamos momentos de puro contentamento e descontração.

Os turistas apreciam estes valores, apreciam aquilo que é legítimo, puro e autêntico, apreciam a verdadeira identidade de uma terra.

As quintas, que outrora apenas produziam o vinho, atualmente (re)criaram adegas num ambiente que revelam a sua história, envolto por paisagens de vinhas que tiram o fôlego de quem as contempla.

De norte a sul de Portugal existem as chamadas Rotas do Vinho, que proporcionam a apreciação ao vinho, a vinha e a cultura vínica. São elas a Rota dos Vinhos Verdes, Rota dos Vinhos do Porto, Rota da Bairrada, Rota dos Vinhos da Península de Setúbal e a Rota do Vinho do Alentejo.

Hoje quero dar destaque para a Rota do Vinho Verde, que desde 1908 produz vinhos verdes, sendo este de carácter único no mundo. O verde que dá nome ao vinho é a cor predominante de uma paisagem verdejante, e como dito pelo célebre escritor Eça de Queiroz, na sua última obra “A Cidade e as Serras”, o verde dessas terras  é “um verde tão moço, que eram como musgo macio onde apetecia cair e rolar”. Mas cá por essas terras não apetece apenas cair e rolar ou simplesmente sentir o cheiro da horta regada. É preciso sentir e provar o aroma de um vinho naturalmente leve e fresco.

enoturismo (2)

São muitas as castas permitidas na produção de Vinhos Verdes, mas as mais referenciadas por estas terras são as brancas: Alvarinho, Arinto, Avesso, Azal, Fernão Pires, Loureiro e Trajadura, e as tintas Amaral, Borraçal, Espadeiro, Padeiro e Vinhão, bem como Touringa Nacional, que são usadas para produção dos Vinhos Rosés.

Vinhos produzidos, muitos deles, nas margens dos rios Douro, Minho, Tâmega, Paiva, Sousa, Vouga, Bestança, Ovil, além de outros afluentes. A Rota dos Vinhos Verdes oferece ao seus visitantes uma grande viagem de prazer que desperta todos os sentidos.

Embarque nesta viagem!

 

Visite Comigo | Facebook Site Instagram

Não se esqueça de fazer o download gratuita da aplicação do Visite Comigo, disponível na App Store e Play Store.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.