Pedro Bianchi Prata conquistou 3º lugar no Troféu Nacional de Navegação TT

Pedro Bianchi Prata conquistou 3º lugar no Troféu Nacional de Navegação TT

Pedro Bianchi Prata, piloto que tem uma escola de pilotagem na freguesia de Santo Isidoro e Livração, no Concelho do Marco de Canaveses, participou no passado domingo, dia 12 de novembro,  na quarta e última prova do Troféu Nacional de Navegação TT, em Faro.

Esta prova teve a presença de mais de 60 pilotos, com 2 especiais a decorrerem na serra algarvia e em vários troços do WRC, na zona sul do país e com mais de 400 km.

Segundo nota enviada à imprensa, o primeiro dia com 300km, ficou assinalado por navegação difícil em pisos de pedra e troços muito sinuosos, o piloto Toptul foi o sétimo mais rápido da classificação geral, no segundo dia, o  mais curto com 179 km, os pisos voltaram a ser duros, alternando com zonas escorregadias de bosque, e zonas de montanha, na direção da Cortelha, marcado por calor e muito pó.

O piloto da CRF450X, no primeiro dia, teve uma intoxicação alimentar , o que o fez perder muito tempo. E, conforme o que foi divulgado, no segundo dia “o piloto F2R entrou ao ataque e mesmo tendo apanhado muito pó, pois partiu na sétima posição, Bianchi Prata melhorou acabando por se classificar em terceiro lugar da geral e em quinto lugar no acumulado dos dois dias”.

Nas contas finais do Troféu, o piloto acabou for ficar em terceiro lugar com os mesmo números de pontos que o segundo classificado, sendo o desempate feito pela classificação da última prova.

Para piloto da Honda, esta prova foi dura e “muito técnica com o percurso muito bonito e diversificado. O roadbook estava muito bem feito e deu um gozo enorme”.

No primeiro dia, Pedro Bianchi Prata sofreu com a intoxicação alimentar. “Tive de parar algumas para vomitar, também bati com um pulso numa árvore, tudo junto fez  com que  perdesse muito tempo”, lamentou.

Porém no segundo dia “já tudo foi diferente e consegui atacar e ficar em 3º da geral, o saldo é positivo, é um troféu com muito valor e pernas para andar, tem cada vez mais participantes, para passar a campeonato é necessário bastantes alterações, especialmente na cronometragem, para não haver dúvidas na verdade desportiva”,explicou.
O piloto deixou ainda uma mensagem de felicitações à organização. “Parabéns ao R3 e FMP por estarem a fazer crescer os Rally´s em Portugal”, declarou deixando também um agradecimento “a todos os patrocinadores pelo apoio neste troféu e a todo o staff”.

O Team Bianchi Prata prepara agora a próxima época de 2018, com novos projetos.

Foto: xplora.pt

 

 

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta