Celorico de Basto: Agros e Rotary Club distinguem os melhores alunos da Escola Profissional de Fermil

Celorico de Basto: Agros e Rotary Club distinguem os melhores alunos da Escola Profissional de Fermil

A Agros – União de Cooperativas de Entre Douro e Minho e Trás-os-Montes (U.C.R.L.) – e o Rotary Club de Celorico de Bastos distinguiram os melhores alunos da Escola Profissional de Fermil  (EPF-CB),  relativamente ao ano letivo 2016/2017. Uma distinção monetária, que visa a promoção do mérito escolar naquele estabelecimento de ensino.

A aluna Sónia Silva do curso Técnico Auxiliar de Saúde, foi distinguida como a Melhor Aluna da EPF, no ano letivo 2016/2017, com média de 18 valores, tendo recebido o prémio de Mérito Escolar do Rotary Club de Celorico de Bastos.

Belga Nhature recebeu a distinção de Melhor Aluna do curso Técnico de Produção Agrária. O prémio, no valor de 500 euros, foi atribuído no âmbito do protocolo celebrado entre a Agros e a EPF-CB.

Segundo revelado em nota enviada à imprensa, estas distinções têm a finalidade de apoiar a dedicação ao estudo e a promoção do saber como instrumento para o desenvolvimento económico, cultural e social dos jovens. Ao mesmo tempo, pretende-se incentivar o reconhecimento público do mérito escolar, assiduidade e disciplina, assumindo, simultaneamente, comportamento e atitudes de cidadania exemplares.

Todos os anos, a Agros premeia o melhor aluno da EPF-CB do curso Técnico de Produção Agrária, no respetivo ano letivo.

Para Fernando Fevereiro, diretor da EPF-CB, as distinções revelam “a importância que estes apoios têm na promoção do conhecimento, assim como o valor que a sociedade atribuiu à Escola Profissional de Fermil”, ressaltando ainda que “é um orgulho ter bons alunos [como a Sónia e a Belga] na nossa Escola”.

1 comentário
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL
banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Daniel
    18 Novembro, 2017, 22:12

    O interessante, é que só nos cursos que dão mais visibilidade à escola é que são sempre as maiores notas.. Sem dúvida alguma, que a nota da aluna angolana não está presente neste belíssimo texto.

    REPLY

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.