Dolmen promoveu o território Douro Verde em evento turístico em Vigo

Dolmen promoveu o território Douro Verde em evento turístico em Vigo

A Dolmen, entidade promotora do desenvolvimento local e regional do território Douro Verde, participou, nos dias 1 e 2 de abril, nas Festas da Reconquista de Vigo, evento de rua reconhecido pelas entidades galegas como de interesse turístico.

A participação surgiu em resultado de uma parceria estabelecida com o Centro Cultural de Camões em Vigo e foi identificada como uma das atividades de marketing territorial a desenvolver no âmbito da candidatura Low Density High Quality – Territórios de Baixa Densidade, aprovada ao abrigo do Sistema de Apoio às Ações Coletivas do Norte 2020, que tem como objetivo, o apoio à internacionalização das micro e pequenas empresas localizadas nos territórios de baixa densidade.

“Foi neste contexto que estiveram representados os municípios de Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Marco de Canaveses e Resende, dando-se enfoque aos micro e pequenos empresários, do setor agroalimentar e turístico, que desenvolvem a sua atividade nos territórios de baixa densidade destes municípios”, começou por explicar a Dolmen em comunicado.

“Nas festas, a Dolmen ofereceu um Verde d’ Honra propiciando a degustação de alguns dos produtos mais distintivos do território, destacando-se os vinhos, muito apreciados no mercado galego, assim como a doçaria regional e o fumeiro”, pode ainda ler-se.

Marcaram presença, diversos representantes de entidades galegas e portuguesas, destacando-se o vice-cônsul em Vigo, Manuel Silva; a responsável pelo Centro Cultural de Camões, Carla Amado; o presidente do Município de Baião, Paulo Pereira; o vereador do Município de Cinfães, Pedro Semblano; a vereadora do Município de Resende, Sandra Pinto; o presidente da Dolmen, Telmo Pinto; alguns representantes de empresas com atuação em diversos setores como a hotelaria, restauração, agências de viagens e produtores de vinho.

Durante o fim-de-semana marcaram igualmente presença alguns empresários do setor vitivinícola do território, que puderam dar a conhecer pessoalmente e de forma direta, os vinhos e espumantes por si produzidos. Destaque ainda para a animação cultural, com a presença dos Andarilhos, com o mais recente projeto Arriba Monte.

“Esta atividade surge na continuidade da estratégia de valorização dos recursos endógenos do Território Douro Verde, que vem sendo prosseguida pela Dolmen, afigurando-se como mais uma oportunidade de promoção dos produtos de qualidade existentes no território, destacando-se naturalmente os vinhos verdes, o fumeiro, a doçaria regional, o mel, as ervas aromáticas, entre outros, estando representados cerca de 50 produtores do setor agroalimentar e mais de 10 artesãos provenientes dos diferentes municípios”, transmitiu a entidade.

Num balanço global, a participação foi considerada “muito positiva”, tendo o espaço da Dolmen sido “visitado por milhares de pessoas, ao longo de todo o fim-de-semana”. Nas questões colocadas pelos visitantes evidenciou-se “o interesse pelas atividades de lazer associadas ao turismo de natureza, mas também ao turismo gastronómico e cultural, havendo já algum conhecimento externo do território, mercê da continuidade da aposta neste mercado, para o qual importa continuar a contribuir”.

dolmen - reconquista de vigo (2)

“Mercado galego é efetivamente um mercado atrativo”

Segundo a Dolmen, “o sucesso desta participação resulta do trabalho desenvolvido primeiramente pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Galicia – Norte Portugal, a partir do qual foi celebrado um protocolo de geminação de Moraña com o Município de Baião, município convidado a participar neste evento, que desde logo nos associou como parceiros, abrindo a porta a uma maior representatividade territorial. Mas se esta participação resulta do espírito de cooperação institucional e interterritorial, tem também sido potenciadora de outras atividades nas quais a Dolmen tem participado, desde logo o Festival do Marisco em Vigo e as comemorações do dia de Portugal”.

Pelo segundo ano consecutivo, a Dolmen participará, a convite do vice-Cônsul de Portugal em Vigo, nas Comemorações do Dia de Portugal, que este ano decorrerão em Ourense, tendo para o efeito já endereçado os convites aos respetivos municípios do Douro Verde.

Com o Centro Cultural de Camões foi colocada a possibilidade do estabelecimento de uma parceria com a Fundação Eça de Queiroz, visando a definição de um programa de intercâmbio cultural.

Surgiu ainda o convite para presença na VI Edição do Festival Primavera do Cine, que decorre em maio, em Vigo, para promoção da gastronomia.

Foi também realizada uma reunião com entidades galegas, nomeadamente o presidente do município de Redondela, um empresário detentor de uma cadeia de hotéis, um representante de um entreposto de vinhos e um dos responsáveis pela organização do Festival do Marisco, tendo sido lançado o desafio de se promover, numa lógica de missão empresarial invertida, no território Douro Verde, uma iniciativa que agregue estes diferentes setores de atividade.

“Sendo a Galiza um mercado de proximidade, é vital para o nosso território, que nos consigamos posicionar ao nível da internacionalização, criando condições favoráveis para que as micro e pequenas empresas exportem cada vez mais, propiciando o reforço dos laços comerciais”, salientou a Dolmen, lembrando ainda que o mercado galego “é efetivamente um mercado atrativo, não apenas pela proximidade geográfica, sendo per si um forte argumento, mas também pela sua dimensão, já que se trata de um mercado com cerca de dois milhões e setecentos mil habitantes, pelas afinidades culturais, pela facilidade de comunicação e naturalmente pelo reconhecimento da qualidade dos nossos produtos”.

dolmen - reconquista de vigo (3)

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta