Baião: Espetáculo ‘mais aguardado do ano’ lotou auditório municipal

Baião: Espetáculo ‘mais aguardado do ano’ lotou auditório municipal

Pelo quarto ano consecutivo, o Município de Baião celebrou o Dia Internacional da Mulher de forma original e a iniciativa voltou a ser uma sucesso e a emocionar os baionenses.

Mais de 100 artistas de Baião, desde bailarinos, músicos, atores e cantores, juntaram-se para oferecer ao público baionense um espetáculo inédito no país produzido integralmente por gente do concelho.

Susana Ferrador, jornalista natural de Baião, faz a direção artística do evento desde o início e no final mostrou-se muito emocionada ao ver “o empenho e a dedicação que todos colocaram no projeto”.

baiao-dia da mulher-2017-006

O espetáculo começa a ser preparado três meses antes e envolve, além dos artistas em palco, a comunidade local em várias tarefas, desde costureiros, maquilhadores, cabeleireiros, restaurantes, centros de dia, academias de dança e até os Bombeiros Voluntários de Baião. “Este espetáculo junta duplas improváveis em palco que, noutras circunstâncias, provavelmente nunca teriam uma oportunidade para cantar ou dançar juntos”, conta Susana Ferrador, e acrescenta  “que todos se envolvem de corpo e alma para que nada falhe na grande noite e para que se ofereça ao público um espetáculo de qualidade”.

A jornalista, que já produziu dezenas de espetáculos ao vivo, diz-se “orgulhosa e agradecida a todos pela noite que se viveu no último dia 4 de março”, sem deixar de referir que a “autarquia baionense é uma das melhores parceiras de trabalho neste projeto, apoiando, ajudando no que é pedido e incentivando este género de iniciativas”.

baiao-dia da mulher-2017-009

O espetáculo é anual e o evento tem tido tanto sucesso, segundo refere, que são muitos os que reclamam um espaço maior para este género de iniciativas no concelho. O auditório começa a ser pequeno para sentar todos os que querem ver o espetáculo. “Na próxima edição vamos pensar num local alternativo. Vi muitas pessoas em pé e outras tantas que não conseguiram entrar, sequer. Isso preocupa-me além de que não considero justo que os artistas ofereçam este espetáculo aos baionenses e muitos não o consigam ver. Estou convicta de que resolveremos esse problema na próxima edição”, conta Susana Ferrador.

 

“Manos Trio” foi a banda convidada desta edição

baiao-dia da mulher-2017-011

Haverão, certamente, muito poucos em Baião que nos anos 90 não tenham dançado ao som de um trio de irmãos que nasceu com um talento comum: a música. Inspirados pelo pai, desde muito cedo começaram a dar os primeiros passos no meio musical.

Estamos na década de 90 e os três irmãos, cada um a tocar um instrumento diferente, já dava concertos onde enchia salas e fazia delirar o público. Tinham entre 7 e 15 anos.

Foi, exatamente, a 25 de Abril de 1991 que o pai dos manos trio, António Azeredo, achou que estavam preparados para dar o primeiro concerto ao vivo. O sucesso foi tanto que no fim desse espetáculo o progenitor fechou 14 contratos na mesma noite. Desde esse dia nunca mais pararam. Estiveram nas rádios, nas televisões, correram o país e o estrangeiro. Os três irmãos faziam sucesso onde quer que tocassem e cantassem.

baiao-dia da mulher-2017-010

Milhares de pessoas foram muito felizes em centenas de bailes que tiveram os Manos Trio como anfitriões. Já lá vão 26 anos desde que a vida destes irmãos mudou para sempre. O talento e a qualidade que apresentavam era elogiado onde quer que fossem. A história do Pedro, do Zé e do Hélder ainda hoje inspira muitos jovens talentos. Atualmente, já adultos, mantêm a disciplina e educação irrepreensíveis com que todos os conheceram em crianças. Mantêm também o talento e continuam a tocar e cantar todos os dias.

“No meio musical estes três irmãos conquistaram o respeito e a admiração de outros artistas e no concelho de Baião são hoje uma referência em profissionalismo e em dedicação. Tê-los a participar neste projeto é para mim uma honra e um privilégio”, conta Susana Ferrador.

Os irmãos foram a banda de suporte para vários artistas do concelho mas quando atuaram sozinhos, como Manos Trio, levaram o público presente ao rubro.

A organização promete surpreender, novamente, para o ano.

3 comentários
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

3 Comentários

  • Diana Costa
    6 Março, 2017, 22:05

    Grande espetáculo. Uma noite linda cheia de talento.
    Adorei a parte de ver 3 casais na idade entre os 6 e os 10 anos se tanto a dançarem. Que lindo.
    A Teresa Guilherme tem muita piada sem dúvida alguma.
    As meninas de branco, a Nossa Senhora do Marco Paulo emocionou-me, grande voz, o duo dos U2 extraordinário.
    Lindo, lindo, lindo.. Parabéns a todos os que fizeram esta festa possível.

    REPLY
  • António Gomes
    7 Março, 2017, 0:00

    Sou de Alpendurada e no ano passado a convite da minha família de Baião não pude estar presente por motivos de trabalho.
    Este ano consegui marcar presença e só tenho a dizer o seguinte.
    Parabéns. Em Baião há gente bonita, há bons músicos, bons cantores, bons dançarinos! bons atores. E um povo que sabe receber. Foram 3h de espetáculo magníficas. Pedido à autarquia: Pensem noutro espaço e não gastem fortunas em artistas de nome nacional. Richie Campbell?? Vem buscar fortunas. E estes baionenses? Dêem oportunidade de se conhecerem no país e quem sabe no estrangeiro. Um bem haja pelo evento que proporcionaram.

    REPLY
  • António Gomes
    7 Março, 2017, 0:01

    Sou de Alpendurada e no ano passado a convite da minha família de Baião não pude estar presente por motivos de trabalho.
    Este ano consegui marcar presença e só tenho a dizer o seguinte.
    Parabéns. Em Baião há gente bonita, há bons músicos, bons cantores, bons dançarinos! bons atores. E um povo que sabe receber. Foram 3h de espetáculo magníficas. Pedido à autarquia: Pensem noutro espaço e não gastem fortunas em artistas de nome nacional. Richie Campbell?? Vem buscar fortunas. E estes baionenses? Dêem oportunidade de se conhecerem no país e quem sabe no estrangeiro. Um bem haja pelo evento que proporcionaram.

    REPLY