Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Trio condenado por homicídio em Paredes

Trio condenado por homicídio em Paredes

Três pessoas foram condenadas pelo Tribunal de Penafiel pelo homicídio de Leandro Rocha, que a 8 de outubro do ano passado, foi encontrado morto no rio, em Aguiar de Sousa, Paredes.

Os condenados são Joaquim Gonçalves, a filha Judite Gonçalves e o namorado desta Chokri Zouani.

A mulher foi condenada a 10 anos e cinco meses de prisão; o pai a 14 anos e 2 meses. Ao namorado, um homem de origem tunisina, foi aplicada a pena de 13 anos e 10 meses.

O motivo do crime terá sido o medo que Judite sentia de Leandro, seu ex-companheiro, que a perseguia e ameaçava de morte. “Atraíram a vítima para uma emboscada, com o propósito de lhe tirar a vida e de se livrar do corpo”, afirmou a juiz presidente, acrescentando que para o tribunal ficou provado que o trio agiu em conjugação de esforços. No dia do crime, a mulher recebeu mais de 20 chamadas do ex-companheiro e apresentou várias queixas na GNR.
Para o tribunal o crime não foi premeditado e teve origem “no clima de medo e tensão” que Judite partilhou com o pai e companheiro. “Joaquim vivia as dores da sua filha. Entendemos que no contexto planearam de forma mais ou menos emocional e apressada uma forma de por fim às perseguições e ameaças”, referiu ainda.

Os três foram também condenados a pagar de forma solidária 58 mil euros ao filho de seis anos da vítima e da arguida.

Os advogados de Judite e Joaquim vão recorrer da decisão do tribunal.

O corpo de Leandro foi encontrado a boiar no rio cinco dias após o crime. Estava amarrado, tinha a boca amordaçada e vários golpes no corpo.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta