Município de Paredes assinalou 180 anos

Município de Paredes assinalou 180 anos

A Câmara Municipal de Paredes promoveu na passada quarta-feira, uma sessão solene para assinalar os 180 anos da entrada em funções do Município de Paredes. A cerimónia realizou-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho e teve na mesa presidencial os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Paredes, Celso Ferreira e Granja da Fonseca, respetivamente, e os quatro atuais Comendadores do concelho de Paredes: António Rocha, Ilídio Machado, Mário Martins e Silvino Lindo.

O concelho de Paredes foi criado pelo Decreto de 6 de novembro de 1836, assente no Código Administrativo de 1836, que resultou do reordenamento do território previsto na Constituição de 1822, mas só entrou em funções a 15 de fevereiro de 1837. Sucedeu aos então extintos concelhos de Baltar, Louredo, Sobrosa e Aguiar de Sousa, fixando sede nos Paços do Concelho deste último, no lugar das Paredes, em Castelões de Cepeda, que para ali tinham sido transferidos em finais do século XVIII.

No dia 15 de fevereiro de 1837, nos Paços do Concelho e perante o presidente cessante da Câmara de Aguiar de Sousa, Francisco Coelho Leal, compareceram os membros eleitos para, após o juramento dos Santos Evangelhos e da Constituição Política da Monarquia Portuguesa de 1822, tomar posse e formar a primeira Câmara Municipal de Paredes o novo presidente, Dr. António José Dias, o Capitão José Luís Pinto, Manuel Albino Pacheco, António Machado de Meireles Brandão Lobo, José Coelho Vieira e José Caetano Barbosa d’Andrade.

Imediatamente após a instalação da nova Câmara, redigiu-se a primeira ata da história do concelho de Paredes, realizando-se depois, ainda no mesmo dia, a primeira reunião da nova Câmara Municipal. O dia 15 de fevereiro de 1837 assinala assim a data em que se efetiva uma realidade administrativa que perdura praticamente inalterada até hoje: o Município de Paredes.

“Tenho muito orgulho em ter aqui ao meu lado os quatro comendadores do concelho de Paredes, nesta data de tão grande importância simbólica para os paredenses”, começou por enaltecer Celso Ferreira, no discurso institucional.

paredes - aniversario camara (1)

“Os 180 anos da criação do concelho de Paredes são de facto um momento importante e graças ao empenho colocado pelos colaboradores do Arquivo Municipal, que aqui agradeço publicamente, foi possível descobrirmos que há dezenas de paredenses que, ao longo dos séculos, receberam as mais altas condecorações de Chefes de Estado nacionais e estrangeiros e até do Papa. São esses ilustres paredenses que pretendemos homenagear, ao colocar os seus nomes numa galeria no corredor contíguo a este Salão Nobre”, revelou ainda.

Finda a sessão solene, os quatro comendadores descerraram no corredor do Salão Nobre dos Paços do Concelho o quadro relativo à Ordem de Mérito Empresarial com os seus nomes inscritos, num gesto simbólico que inaugurou a galeria que homenageia todos os ilustres paredenses com títulos nobiliárquicos ou que foram condecorados por Chefes de Estado com as mais latas honrarias.

Foram também penduradas nos corredores da Câmara Municipal de Paredes três bandeiras emolduradas: uma da monarquia constitucional, que se acredita ter estado hasteada no edifício dos Paços do Concelho de Paredes (atual Conservatório de Música) no dia da criação do concelho, a 6 de novembro de 1936; a segunda, a da Vila de Paredes, cuja elevação seria concretizada oito anos mais tarde, a 23 de julho de 1844; e a terceira, a do Grémio de Paredes, que foi extinto após o 24 de abril de 1974, dando lugar à Cooperativa Agrícola de Paredes.

paredes - aniversario camara (3)

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta