Paredes: Atribuído ao Agrupamento de Escolas de Paredes o selo escola intercultural

Paredes: Atribuído ao Agrupamento de Escolas de Paredes o selo escola intercultural

O Agrupamento de Escolas de Paredes, através do projeto ACAMP’ARTE, recebeu na passada segunda-feira o Selo Escola Intercultural no âmbito do Dia Internacional dos Direitos Humanos, promovido pelo Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI) e pela Direção-Geral da Educação (DGE).

Com a presença do Secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Feliciano Barreiras Duarte, a iniciativa tem como objetivo distinguir as escolas que se destacam na promoção de projetos com vista ao reconhecimento e valorização da diversidade como uma oportunidade e fonte de aprendizagem para todos/as.

Prevista no âmbito da medida 30 do II Plano para a Integração dos Imigrantes (2010-2013), a iniciativa que prevê a entrega anual do selo Escola Intercultural, com vigência de dois anos, a dez escolas nacionais, assenta na “divulgação de boas práticas no apoio e integração de estudantes descendentes de imigrantes”.

Neste contexto, o projeto integrou a fase de candidaturas (entre 8 de outubro e 7 de novembro), por parte dos estabelecimentos públicos de educação e ensino e os estabelecimentos de ensino particular e cooperativo com contratos de associação.

Das candidaturas apresentadas e após análise efetuada, o júri decidiu a atribuição do selo Escola Intercultural, nomear as vinte escolas mais pontuadas.

“Este prémio é o reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido junto da comunidade cigana, fruto de várias parcerias com diversas instituições como o Agrupamento de Escolas de Paredes, o Município, entre outros. O ACAMP’ARTE é um projeto que temos vindo a apoiar e merece todo o sucesso alcançado”, salientou Hermínia Moreira, vereadora do pelouro de ação social da câmara municipal de Paredes.

O projeto ACAMP’ARTE

Surge no ano letivo 2008/2009 nas três escolas do Agrupamento de Paredes com alunos de etnia cigana. Teve como objetivo principal promover a diversidade cultural no espaço escolar tornando-a um fator enriquecedor na aprendizagem.

Dar resposta a vários problemas sociais e culturais dos alunos de etnia cigana (e das suas famílias), problemas estes, que dificultam a sua inserção escolar interferindo negativamente nos vários indicadores de sucesso educativo.

Numa primeira fase o projeto foi implementado no primeiro ciclo das escolas de Paredes e Redonda, Madalena e mais tarde nos segundos e terceiros ciclos da escola de Paredes.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta