Karaté: Karatecas lusos afinam estratégias para mundial

Karaté: Karatecas lusos afinam estratégias para mundial

Os atletas medalhados Patrícia Cardoso, Inês Rodrigues, Nuno Moreira, Filipe Reis e Teresa Santos integram a seleção nacional que vai participar no Campeonato do Mundo em Karaté de 21 a 25 de novembro em Paris. A eles juntam-se os internacionais Jorge Caeiros, Liliana Félix, Catarina Vilhena, Vitalie Certan, Jorge Machado, Nuno Dias, Nuno Mestre, Hugo Pina, e os estreantes Luís Silva, Rute Raposo e Ana Madureira.

A seleção nacional participa pela primeira vez nos últimos 14 anos na prova de Kata (formas) equipa masculina e de forma inédita em Kata feminino. Compostas por atletas jovens, bem como a maioria da restante comitiva, é mais uma clara demonstração da aposta no futuro da modalidade.

Em termos de kumite (combate) Nuno Moreira que obteve o quinto lugar no recente campeonato da europa em Tenerife, perdendo apenas face aos campeões da europa e do mundo em título, parte confiante face ao esforço que empenhou na sua preparação, mas certo que o nível dos adversários será elevado. Factos que são comuns aos restantes atletas.

A equipa nacional de kumite, que esteve em alto nível em Tenerife, parte também ela moralizada para alcançar mais um resultado histórico, certa que terá de mostrar toda a garra e inteligência lusa.

A motivação em toda a comitiva não falta, fruto da preparação exaustiva que os atletas têm realizado através da participação em vários Open internacionais, onde alcançaram vários lugares de pódio.

A comitiva, liderada pelo presidente da FNK-P João Salgado, integra ainda os selecionadores Joaquim Gonçalves, Rui Diz e Vítor Gomes, bem como o árbitro mundial Joaquim Fernandes, e os dirigentes João Garcês e Carlos Silva.

Para o presidente João Salgado, “esta participação será mais uma etapa no projeto global que são as seleções, e reflete o empenho e sacrifícios que todo o karaté nacional e em especial os atletas, equipa técnica, associações, clubes e arbitragem têm dedicado ao projeto. A FNK-P aproveitará igualmente esta oportunidade para preparar pormenores para o Europeu de 2014 que está a organizar.”.

—————————

A Federação Nacional de Karaté – Portugal (FNK-P) é a instituição com o estatuto de utilidade pública desportiva responsável pelo desenvolvimento e promoção do karaté nacional.

A FNK-P tem em curso um Plano de Desenvolvimento Desportivo Integrado das Seleções Nacionais, que envolve os diferentes agentes desportivos da modalidade, com vista à promoção das condições necessárias para o surgimento de karatecas de nível internacional.

O Karaté é uma arte marcial (desporto de combate) desenvolvida particularmente em Okinawa (Japão) a partir dos sistemas chineses de combate corporal sem armas, que se disseminou no início do Século XX com a inclusão nos programas de educação física de Okinawa e, após a II Guerra Mundial, pelo mundo inteiro.

Em Portugal é, atualmente, a primeira modalidade desportiva individual com maior número de associações e clubes no Registo Nacional de Pessoas Coletivas, e a federação especializada em artes marciais com maior número de praticantes federados (mais de 16000).

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL
banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.