Amarante: Feira dos Doces reúne o melhor da doçaria conventual

Amarante: Feira dos Doces reúne o melhor da doçaria conventual

A sétima edição da Feira dos Doces Conventuais de Amarante, que decorre a partir de sexta-feira, vai contar com cerca de 40 expositores de vários pontos do país.

“Vamos ter doceiros do Minho ao Algarve”, afirmou Luís Miguel Ribeiro, presidente da Associação Empresarial de Amarante (AEA), entidade organizadora do certame.

Alcobaça, Aveiro, Tentúgal, Guimarães, Évora, Lamego, Santa Maria da Feira, Nelas e Vizela serão algumas das localidades representadas.

Não faltarão no evento as melhores e mais tradicionais confeitarias de Amarante, guardiãs do segredo da confeção das iguarias.

Como habitualmente, a feira prolongar-se-á por todo o fim-de-semana, nos claustros do Mosteiro de S. Gonçalo.

Para a edição deste ano, a organização introduziu melhorias no espaço, o qual vai contar com novos motivos de decoração, mais requintados, e uma cobertura transparente. No recinto, também vai ser implantado um estrado de madeira para tornar mais confortável o percurso dos visitantes.

“Acredito que estão reunidas todas as condições para termos mais um certame com sucesso”, disse Luís Miguel Ribeiro, reafirmando estar certo de que haverá muitos visitantes vindos de outras zonas do país. A organização espera que mais de 10 mil pessoas desfrutem do certame mais doce da região.

A recente iniciativa de promoção do doce conventual de Amarante, na Galiza, realizada em articulação com o Turismo do Porto e Norte, insere-se na estratégia de atrair à “Princesa do Tâmega” um maior número de turistas.

Nessa ação, a AEA realizou uma arruada com os bombos nas ruas de Santiago de Compostela e proporcionou uma degustação de doces conventuais e prova de vinho verde na loja do Turismo Porto Norte de Santiago de Compostela.

Para o presidente da AEA, a aposta nesta feira, concretizada há alguns anos, tem potenciado, por outro lado, o desenvolvimento do doce conventual em Amarante, motivando alguns proprietários de confeitarias para a confeção desta iguaria.

Atualmente, cerca de 10 estabelecimentos preparam com regularidade o doce, o que significa uma melhoria face ao que ocorria há alguns anos, quando apenas três confeitarias da cidade mantinham a tradição centenária.

Luís Miguel Ribeiro acredita que o trabalho que tem vindo a ser realizado ganhará um novo alento quando for concluído o processo de certificação do doce conventual de Amarante, o que deverá acontecer até ao verão.

A sétima edição da Feira dos Doces Conventuais de Amarante, que conta com o apoio da autarquia, vai ser inaugurada, na sexta-feira, dia 18, às 18:00 horas, com a presença do presidente da Câmara, Armindo Abreu, do presidente do Turismo do Porto e Norte, Melchior Moreira, do presidente da AEA, Luís Miguel Ribeiro, e de deputados da região.

O certame pode ser visitado até domingo e as entradas são gratuitas.

Horário: dia 18 abertura às 18 horas até às 24 horas; dia 19 aberto das 10 às 24 horas e 20 de maio das 10 às 19 horas.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta