Paredes: Ministro Mota Soares inaugurou creche do Centro Social de Cete

Paredes: Ministro Mota Soares inaugurou creche do Centro Social de Cete

 

O ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, deslocou-se na tarde de quarta-feira ao Concelho de Paredes para inaugurar a nova creche do Centro Social de Cête, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, que no próximo mês de novembro completa 36 anos de existência.

Fruto de um investimento de aproximadamente 200 mil euros, a nova creche tem capacidade para receber 33 crianças, distribuídas por três salas de acordo com as respetivas faixas etárias: berçário (4 aos 12 meses), sala dos 12 aos 24 meses e sala

dos 24 aos 36 meses.

O equipamento, que inclui ainda um refeitório, permitiu a criação de sete novos postos de trabalho, através do recrutamento a um Centro de Emprego da região, aumentando para 22 o atual número de quadros ao serviço daquela instituição,

sedeada na freguesia de Cête.

Após uma visita guiada às instalações do Centro Social de Cête, Pedro Mota Soares fez questão de elogiar “o empenho, a fé e a determinação que os responsáveis por este Centro Social colocaram na concretização deste projeto”, classificando de “determinante o papel que as creches desempenham nos dias de hoje para a efetiva conciliação entre a vida familiar e profissional das famílias”.

Foi, aliás, nesse contexto, que o ministro recordou uma das medidas recentemente anunciadas pelo Governo no âmbito do Programa de Emergência Social: “Apesar de estarmos conscientes que a rede de creches ainda é insuficiente para assegurar

respostas a toda a procura, entendemos que era possível rentabilizar as que já existem, maximizando a sua capacidade de resposta”.

 

Assim, e de acordo com o ministro da Solidariedade e da Segurança Social, “foi possível abrir mais 20 mil vagas a nível nacional, embora sem hipotecar os parâmetros de qualidade e segurança a que estamos habituados. De acordo com esta alteração, esta creche poderá, se assim o quiser, aumentar agora a sua capacidade de 33 para 42 crianças”, exemplificou.

 

Nesta que foi a primeira visita oficial de Pedro Mota Soares ao Concelho de Paredes, Celso Ferreira, presidente da autarquia, aproveitou a presença do ministro para sublinhar algumas especificidades do território, o 27º mais populoso do país.

“Apesar de termos hoje em curso aquela que é considerada a mais ambiciosa Carta Educativa do país no plano municipal, a verdade é que ainda temos um longo caminho pela frente para completarmos a nossa rede educativa, com novas creches e novos lares de idosos. É que se temos hoje 19 mil habitantes com menos de 18 anos, é inevitável que esta pirâmide etária se inverta nos próximos anos, começou por afirmar.

Prosseguindo o diagnóstico ao concelho, Celso Ferreira destacou ainda outras assimetrias do território: “Apesar de estarem aqui instaladas 7.800 empresas, o equivalente a 2 por cento do tecido empresarial nacional, temos uma taxa de desemprego bem acima da média nacional, enquanto 80 por cento dos nossos alunos pertencem a agregados do ‘Escalão A’ da ação social escolar…

Precisamos, por isso, que alguém do Governo olhe para esta realidade”, apelou o autarca que, só no decorrer deste mandato, contemplou já mais de 500 mil euros em donativos vários (propinas, alimentação, medicamentos, próteses, etc.).

Agradecendo a presença do ministro da Solidariedade e da Segurança Social nesta cerimónia de inauguração, António Sousa Coelho, presidente da Direção do Centro Social de Cête, deixou ainda um recado a Pedro Mota Soares, recordando que o

projeto para a construção do novo Lar de Idosos espera ainda por um parecer favorável do Governo.

 

 

Informação enviada pelo Gabinete de Comunicação da CM Paredes

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL
banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.