Castelo de Paiva contabilizou sucesso com as festas de S. João 2011

Castelo de Paiva contabilizou sucesso com as festas de S. João 2011

Foi um S. João com distinção…num ambiente de alegria e folguedo, a autarquia de Castelo de Paiva contabilizou um enorme sucesso com as Festas de S. João 2011, manifestação popular que ontem terminou em grande e que fez o povo sair à rua para viver aquela que é a mais emblemática festividade do concelho.

 

Por terras de Paiva, a tradição ainda se mantém e a população paivense preparou-se a preceito, uma vez mais, para comemorar com muita animação, as Festas de S. João 2010, uma iniciativa que desde 1998, constitui um interessante “atractivo” para a Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, no primeiro fim-de-semana de Julho, um certame de dimensão nacional e reconhecida qualidade, orientado para a valorização da produção vitícola do concelho e para a consagração do melhor e mais conhecido produto agrícola de Castelo de Paiva.

 

Registando uma fortíssima adesão popular, as Festas São Joaninas superaram as expectativas dos responsáveis municipais e voltaram a atrair milhares de visitantes, todos em busca da diversão, da animação musical, das marchas populares, da gastronomia local e do bom vinho verde.

 

Manifestação popular que se realiza desde 1969, o S. João de Castelo de Paiva é considerado o de maior tradição na região e para o confirmar não faltaram os habituais atractivos, evidenciados num programa ambicioso e diferente proposto pela edilidade paivense, presidida por Gonçalo Rocha, que cativou e entusiasmou a população local e os visitantes.

 

A música popular, as bandas de música, os grupos musicais, as marchas populares foram participações que estiveram asseguradas num evento festivo que não podia passar sem as tradicionais barracas de “comes e bebes”, os divertimentos mecânicos, os bailaricos, a animação de rua e a típica festa da sardinha assada e vinho verde, que a autarquia distribuiu gratuitamente á população, no final da tarde de sexta-feira, dia de Feriado Municipal, ao mesmo tempo que os mais afoitos, sem medo da canícula que se fez sentir nestes dias, não se fizeram rogados a um pezinho de dança ao som do conhecido Marante & Diapasão, na Praça da Independência.

 

As festas, promovidas pela Câmara Municipal, arrancaram bem cedo na Quarta -Feira, dia 22, logo pela manhã, com a realização do desfile das Marchas Populares Infantis no Largo do Conde, integrando mais de 1000 crianças, oriundas das escolas, jardins-de-infância e IPSS’s do concelho.

 

À noite, as Marchas Populares voltaram a ser o ponto alto dos festejos de S. João em terras de Paiva, levando a população ao rubro com as representações de Gração, Frutuária, Fonte e Vale da Rua, as quatro marchas que, como habitualmente, evoluíram na zona do Largo do Conde, com a sala de visitas da urbe paivense a registar mais uma grande enchente.

 

Como sempre, a música, as letras, os arcos e o colorido dos trajes foram aspectos que não foram deixados ao acaso e continuaram envoltos em secretismo até ao momento do grandioso desfile pelas engalanadas ruas da vila, um momento único destas festas que consagram o S. João no município paivense, o grande cartaz desta manifestação popular que as gentes de Castelo de Paiva continuam a acarinhar há quase quatro décadas.

 

Pela noite dentro, depois das marchas, e porque o momento potenciava a folia e a diversão, realizou-se um espectacular concerto musical com a Banda “UHF” que arrastou milhares de fãs, seguindo-se depois a actuação de DJ’s na iniciativa “S. João Party” até às tantas da madrugada, não sem antes ser ter realizado um vistoso espectáculo de Fogo Piro – Musical, com mais de meia – hora de duração.

 

No dia do Feriado Municipal, com o tempo a potenciar altas temperaturas, voltou a destacar-se o sempre apreciado Concerto Musical, realizado durante a tarde, e protagonizado pela Banda Musical de Fornos, seguindo-se a actuação do Agrupamento Diapasão e,  ao final da tarde, no espaço do Largo do Conde, teve lugar a Festa da Sardinha Assada, distribuída gratuitamente a toda a população e visitantes.

 

Em época de Santos Populares, quem manda em Castelo de Paiva ainda é o S. João, num ritual festivo que continua a ser do povo e para o povo. Apesar do programa de S. João se ter estendido até ontem à noite, com as actuações dos grupos Bairristas, Maré Alta, Du Arda, Nova Som, Notas Solta, Difusão e Pião das Nicas, a edilidade paivense faz já um balanço positivo destas festas e sugere uma nova manifestação popular já no próximo fim-de-semana, agora que estamos a poucos dias da grande loucura que é a Feira do Vinho Verde, um certame de grandeza nacional, que a população acarinha e que a autarquia se orgulha de promover.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta