Publicidade

banner-baiao-festival-anho-700x259

Marco de Canaveses: Ânimos exaltados na reunião pública de Câmara

Marco de Canaveses: Ânimos exaltados na reunião pública de Câmara

As reuniões públicas da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, no actual executivo, não têm vindo a dignificar o concelho. Depois de aberta a sessão e da informação dada por Manuel Moreira, presidente da autarquia, segue-se um sem fim de acusações, insultos, troca de “galhardetes” e até movimentações físicas entre a oposição e a maioria PSD.

Foi assim ontem na reunião que decorreu no Salão Nobre dos Paços de Concelho e tem sido assim em reuniões anteriores.

O pouco público que se descolou à sessão saiu “escandalizado” com tamanha “falta de respeito pelo povo marcoense”, referiu um munícipe que assistiu à reunião.

Durante quatro horas a maioria PSD e a oposição discutiu, trocou acusações e chegou mesmo a haver um momento de mais exaltação, quando Manuel Moreira se dirige a Avelino Ferreira Torres “acusando-o de ser o responsável pela situação em que a Câmara se encontra hoje, que compromete o futuro do concelho e os autarcas que cá estão e que passarão por aqui. Por isso devia ter mais decoro quando nos acusa”, disse Moreira.

Ferreira Torres saltou da cadeira e em alta voz repetiu várias vezes “que não admitia” que Manuel Moreira voltasse “a repetir essa palavra (falta de decoro)”. Durante alguns minutos o Vereador do Marco Confiante com Ferreira Torres manteve-se de pé, tendo sido acalmado pelos outros Vereadores, presentes na reunião.

A ordem do dia começou a ser discutida por volta das 19:00, precisamente quatro horas depois de iniciar a reunião pública e depois de Artur Melo ter abandonado a sessão, por considerar “não haver condições para dar continuidade aos trabalhos”.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Publicidade

banner-lixa-noitebranca-700x273

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta