Marco de Canaveses/ Poluição: Descarga poluente contaminou rio Odres

O
rio Odres, junto à estação da CP da Livração foi vítima de uma descarga
poluente, na manhã de quarta-feira, proveniente de “uma indústria
situada a montante”, como explicou Bento Marinho, vice-presidente da
Câmara Municipal de Marco de Canaveses.

O
alerta foi dado ao final da manhã, mas durante a tarde ainda era
visível a poluição no rio. A descarga, uma nafta preta, é um “derivado
de petróleo, resto da actividade industrial que a empresa desenvolve, e
foi feita no rio não sabemos se foi inadvertidamente ou não, de
qualquer modo mobilizamos todos os serviços da câmara disponíveis e o
problema está circunscrito”, explicou o vice-presidente.

No
local estiveram a GNR, Bombeiros do Marco, Polícia Municipal e a
Autoridade Marítima, analisando o rio e a nafta que foi ali deitada. A
quantidade não foi calculada, mas as autoridades presentes no local
garantiram que o problema estava circunscrito, restando agora proceder
à limpeza da ribeira, “através de meios humanos, já que o terreno é
bastante acidentado”, disse o autarca.

Os
habitantes locais queixaram-se de maus cheiros, principalmente nas
torneiras de casa, algo que Bento Marinho diz “ser sugestão das
pessoas, de qualquer forma – continuou – a câmara tem serviços técnicos
competentes que estão a analisar a situação e informarão os munícipes
caso se justifique”.

Garantida
foi a não poluição da captação de água que abastece a cidade, na ETA –
Estação de Tratamento de Águas -, “na medida em que o ribeiro é
afluente do Tâmega, mas a captação é feita a jusante e está a ser feita
a uma profundidade suficiente para não haver possibilidade de
poluição”, sublinhou Bento Marinho.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.