Município de Baião celebrou Noite de Reis

Município de Baião celebrou Noite de Reis

A Câmara Municipal de Baião organizou a 12ª noite de Reis, na passada sexta-feira, dia 5 de janeiro. Esta edição contou com a participação de 11 grupos oriundos de várias freguesias do concelho.

Mais de 200 cantadores juntaram-se no Auditório Municipal para uma noite de Reis que mostrou que a tradição continua viva em Baião.

Os Alegrinhos do Ingilde, Casa do Povo de Campelo, Concertinas do Lameirão, Grupo de Bombos de Santiago de Queimada, Ass. Desportiva de Ancede, Casa do Povo de Santa Marinha do Zêzere, Banda Marcial de Ancede e os Ranchos de Valadares, Gestaçô, Santa Cruz do Douro e Baião foram os protagonistas de uma noite animada que só terminou depois de muitos deles irem saudar as populações das suas freguesias diretamente a casa.

baiao noite de reis (2)

Segundo comunicado enviado à imprensa, os cantadores muniram-se dos instrumentos musicais adequados, como o reco-reco, os ferrinhos, o bombo, o acordeão ou a viola, e do traje a preceito, e cantaram “as mais belas quadras de reis com votos e desejos de bom ano”.

A Noite de Reis é uma celebração católica que está associada à tradição natalícia e que diz que três reis magos do Oriente, visitaram o Menino Jesus na noite de 5 para 6 de janeiro, depois de serem guiados por uma estrela. Os três reis magos levaram de presente ao Menino Jesus, ouro, incenso e mirra. A tradição manda que neste dia a família se volte a reunir para celebrar o fim dos festejos de Natal.

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, esteve presente no evento e também cantou as quadras trazidas pelas coletividades, agradecendo aos grupos e ao público presente “o facto de não deixarem morrer a tradição”.

“Há muito que nas cidades já não se ouve o cantar dos Reis, de porta em porta, com pequenos e grandes cantadores a rasgar o frio com imensa alegria. Em Baião, felizmente, ainda nesta noite se veem muitos grupos de vizinhos reunidos para Cantar os Reis de porta em porta, acompanhados por instrumentos populares. São estes encontros que fazem de Baião um lugar ainda mais especial”, deu conta Paulo Pereira.

baiao noite de reis (3)

 

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta