PSD Castelo de Paiva afirma que percurso ‘Viver o Douro’ “envergonha” o concelho

PSD Castelo de Paiva afirma que percurso ‘Viver o Douro’ “envergonha” o concelho

A Comissão Política do PSD de Castelo de Paiva reagiu à abertura da primeira parte do ‘Viver o Douro’, que aconteceu no passado sábado, dia 4 de agosto.

Segundo comunicado enviado ao Jornal A VERDADE, o presidente do PSD de Castelo de Paiva, José Rocha, acusa Gonçalo Rocha de “envergonhar” Castelo de Paiva.

“O que devia ser uma referência e a âncora turística é agora motivo de chacota, um amontoado de desilusão ao longo de uns míseros 600 metros”, pode ler-se no comunicado.

De acordo com o dirigente partidário, o referido percurso “já deveria, com base no contrato assinado a 31 de julho de 2017, estar disponível na totalidade”.

Para José Rocha é necessário “reparar o erro”, uma vez que “com apenas 600 metros, o percurso pedestre é uma farsa e dá uma péssima imagem do nosso turismo”.

Autarquia defende decisão por “razões de segurança”

A Câmara Municipal de Castelo de Paiva divulgou que, dos três quilómetros inicialmente anunciados da primeira parte do percurso, apenas os 300 metros que constituem o passadiço de madeira poderão ser visitados.

“Por razões de segurança, não foi possível disponibilizar o percurso até ao Hotel Douro 41, tal como era o nosso desejo inicial. Logo que estejam reunidas as condições necessárias faremos a abertura e anunciaremos antecipadamente a respetiva data”, foi divulgado na página de Facebook da autarquia paivense.

Segundo o mesmo comunicado, a pequena parte do percurso ainda poderá ser visitada. “Não quisemos privar os paivenses e aqueles que nos visitam de usufruir, ainda durante este verão, do percurso em passadiço, que já se encontra concluído”, pode ler-se.

A inauguração do percurso ‘Viver o Douro’ será feita “assim que estiverem concluídos os trabalhos da empreitada em curso”.

A autarquia avançou ainda que o objetivo é que “na 2.ª fase do projeto, este percurso se possa estender até à zona Ribeirinha do Castelo”.

Recorde-se que a entrada para este percurso é feita através da Área de lazer do Choupal, em Pedorido, que também foi alvo de obras de reabilitação.

 

1 comentário
A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Antônio rocha
    11 Agosto, 2018, 13:02

    Sou natural do lugar do chanal, fonte, sobrado e resido e Viana do castelo. A semana passada constatei a pouca vergonha da camara municipal ao privar alguns residentes deste lugar ao não reparar o muro que desabou no inverno passado. Meu caro presidente a pergunta que lhe faço é: qual o mais importante é o bem estar dos seus munícipes ou o tal propalado "viver o Douro"? Assim não porque sou uma pessoa que ama sua terra Natal e vejo apenas vaidades dos políticos que nos governam. Espero na próxima ida a castelo de Paiva ver o muro da vergonha reparado.

    REPLY

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.