Amarante: Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental quer criar livro infantil

 

O Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental de Amarante (CAFAP), da Cercimarante, no seguimento da ação de sensibilização ‘As mãos servem para proteger’, que se realiza desde 2016 no pré-escolar do concelho, quer criar um livro infantil, cuja protagonista será ‘Kika’, uma menina de quatro anos que, com a ajuda da ‘Mão Mi’ e da ‘Mão dó’, aprendeu muito sobre a problemática dos maus tratos na infância.

Esta história, que tem já servido de suporte às ações de sensibilização que o CAFAP tem levado a cabo, foi especialmente criada pelas técnicas deste centro, que diagnosticaram “a escassez de material didático para abordar a temática dos maus tratos infantis, para esta faixa etária”.

Uma história que irá também contar com a colaboração das muitas crianças do pré-escolar a quem a ação de sensibilização ‘As mãos servem para proteger’ tem chegado.

“No final desta ação de sensibilização, convidamos todas as crianças a ilustrarem a história que tinham acabado de ouvir. Desta forma, serão selecionados por um júri, e com a ajuda de um regulamento, os desenhos que melhor ilustrem a nossa história para, depois, serem utlizados no livro infantil que o CAFAP quer criar, e que já se encontra em projeto”, explicam as técnicas deste serviço social.

 “Será motivo de grande orgulho, para este centro, perceber que, futuramente, o livro da “Kika” poderá ser utilizado por outros centros ou mesmo pelas escolas, ou em família, enquanto ferramenta didática para sensibilizar os mais pequenos para esta preocupante e delicada questão dos maus-tratos na infância”, acrescentaram as responsáveis.

Mais de 300 crianças foram abrangidas pela iniciativa ‘As mãos servem para proteger’

No ano de 2018, e ao longo do mês de abril, o CAFAP levou a ação de sensibilização ‘As mãos servem para protege’ a todas as salas do pré-escolar do Agrupamento de Escolas de Amarante (AEA), com um total de 300 crianças.

“Dada a extensão do concelho, e à semelhança dos anos anteriores, foi dirigida a um dos agrupamentos escolares. Este ano, a escolha recaiu sobre os alunos do pré-escolar do Agrupamento de Escolas de Amarante”, esclarecem as técnicas.

A partir da ação de sensibilização, a equipa do CAFAP deslocou-se às salas dos infantários, onde contou a história ‘De mãos dadas com a Kika’, de forma a sensibilizar os mais novos para a problemática dos maus tratos.

A recetividade dos mais pequenos e das educadoras de infância, neste terceiro ano, continua a ser “muito positiva”, como partilharam.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.