Baião: Construção da variante à EN 211 até Mesquinhata arranca no 1º semestre de 2019

Baião: Construção da variante à EN 211 até Mesquinhata arranca no 1º semestre de 2019

Lançada no ano de 2015, a obra de continuação da variante à EN211, entre Quintã – Soalhães, em Marco de Canaveses, e Mesquinhata, no concelho de Baião, é desejada há muito, quer pelos executivos municipais, quer pelas populações dos concelhos de Marco de Canaveses, Baião, Cinfães e Resende.

“Esta variante é estratégica, não só para o Marco, não só para Baião, não só para Cinfães, mas para todos nós, para as nossas pessoas, e para os nossos territórios”, afirmou Paulo Pereira, autarca de Baião ao Jornal A VERDADE.

Falando à margem da apresentação do auto de consignação da empreitada da Linha do Douro, entre Caíde de Rei e Marco de Canaveses, o presidente da Câmara Municipal de Baião lamentou que “a obra ainda não tenha passado do papel”, obra que “supostamente deveria ter arrancado no verão de 2015”.

Em maio do ano passado, a construção daquele traçado da variante à EN 211 foi novamente colocada a concurso. “Diziam-nos na altura que haviam duas situações burocráticas que eram precisas resolver, uma com a Agência Portuguesa do Ambiente, por causa do estudo de impacto ambiental, e a outra com uma questão que envolvia o Tribunal de Contas. Mas a verdade que desde maio de 2017 até hoje, portanto há mais de um ano, ela ainda não arrancou”, lamentou Paulo Pereira.

variante-en-211-023

A expectativa é que a obra arranque “a todo o momento”, indicou. Há pouco tive a oportunidade de falar com alguém ligado à Infraestruturas de Portugal que me foi dizendo que arrancará em breve, eventualmente durante o primeiro semestre do próximo ano”, avançou.

Relativamente à empreitada de consignação da eletrificação da Linha do Douro, o autarca baionense afirmou que esta  é “uma das obras estruturantes que vem corresponder, a mais que uma ânsia das nossas populações, a uma necessidade, e que tem um impacto naturalmente estruturante e fundamental para o desenvolvimento dos nossos territórios”.

Paulo Pereira espera que esta eletrificação continue até à Régua. “Este é o pontapé de saída, a seguir esperamos ver renovada toda a linha que atravessa Baião, o que naturalmente se vai constituir como uma notícia muito boa”, concluiu o autarca.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.