Polícia Judiciária deteve homem pelo crime de incêndio florestal em Cinfães

Polícia Judiciária deteve homem pelo crime de incêndio florestal em Cinfães

 

Um homem de 25 anos foi detido, fora de flagrante delito, pela Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR, por ser o presumível autor de um incêndio florestal que aconteceu a 16 de maio, em Boassas, no concelho de Cinfães.

Segundo nota enviada à imprensa, a detenção foi o culminar de diligências desenvolvidas para identificar o autor, na sequência da deflagração de incêndios em zona florestal, contigua a zona urbana, naquela localidade, uma vez que o concelho de Cinfães tem sido um dos mais atingidos em número de ocorrências florestais do distrito de Viseu.

“O fogo terá sido provocado com recurso a isqueiro, num aparente quadro de desequilíbrio mental, durante o dia e numa zona habitada, quando o suspeito circulava de bicicleta”, foi revelado em comunicado.

Ao que tudo indica, o suspeito terá ateado três ignições, tendo uma delas propagado e consumido uma considerável área florestal, colocando ainda em risco algumas habitações existentes nas proximidades, só não assumindo outras proporções devida à intervenção dos Bombeiros Voluntários de Cinfães.

O detido, sem ocupação laboral vai ser presente à competente autoridade judiciária, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.