Baião: Paulo Pereira assina protocolo em Montalegre que permitirá limpar mais 20 km de caminhos

Baião: Paulo Pereira assina protocolo em Montalegre que permitirá limpar mais 20 km de caminhos

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, acompanhado por José Manuel Ribeiro, comandante operacional municipal, esteve hoje, 12 de maio, em Montalegre, para a cerimónia de assinatura dos ‘Termos de Aceitação dos Apoios à Contratação de Faixas de Interrupção de Combustível’ (FIC), que decorreu pelas 11h da manhã no Auditório Municipal de Montalegre.

A cerimónia, presidida pelo ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, contou ainda com a presença de António Costa, primeiro-ministro, e João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente.

A assinatura deste protocolo surge no âmbito de uma candidatura efetuada pela Câmara Municipal de Baião ao Fundo Florestal Permanente (FFP), que foi aprovada e será financiada a 100%, no total de 31.110 euros, estando de momento a decorrer o concurso de contratação do serviço.

baiao-paulo pereira em montalegre-095

O FFP apoia, de uma forma integrada, a estratégia de planeamento e gestão florestal, a viabilização de modelos sustentáveis de silvicultura e de ações de reestruturação fundiária, as ações de prevenção dos fogos florestais, a valorização e promoção das funções ecológicas, sociais e culturais dos espaços florestais, e ações específicas de investigação aplicada, demonstração e experimentação.

Neste caso de Baião, esta candidatura destina-se a apoiar a defesa da floresta contra incêndios e vai traduzir-se numa intervenção aos caminhos principais das Serras da Aboboreira e Castelo de Matos, numa extensão de 20.74 km, em faixas de 10 metros para cada lado dos caminhos.

Segundo José Manuel Ribeiro, proceder-se-á ao “corte de mato, desramação de árvores e, eventualmente, ao abatimento de alguma árvore que não cumpra o critério de afastamento entre copas”.

As faixas de interrupção de combustível a intervencionar fazem parte da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível definida a nível nacional, onde as Serras da Aboboreira, Castelo de Matos e Marão estão integradas.

baiao-paulo pereira em montalegre-094

De acordo com Paulo Pereira “esta rede tem como objetivos compartimentar o espaço florestal e permitir que se possa fazer um ataque indireto aos incêndios, e um ataque direto mais seguro, e assim reduzir-se em grande escala os hectares ardidos nessas áreas que, normalmente são muito grandes”.

Além disso, “permite-nos defender os aglomerados populacionais e as pessoas com outra possibilidade que não a que teríamos se não nos tivéssemos precavido. A aprovação desta candidatura é importante porque é mais um contributo que chega numa altura em que estamos no terreno, diariamente, com ações de limpeza e prevenção”, concluiu.

Na cerimónia, foi também assinado o termo de aceitação relativo a uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS), representada na cerimónia pelo primeiro secretário, Telmo Pinto, e pelo presidente Armando Mourisco.

A candidatura prevê a constituição de uma Brigada de Sapadores Florestais, brigada essa que será constituída por três equipas e 15 recursos humanos e terá como área de intervenção o território da CIM-TS.

 

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.