Amarante acolhe o Terceiro Fórum Transnacional do projeto Rehabilite

Amarante acolhe o Terceiro Fórum Transnacional do projeto Rehabilite

 No próximo dia 25 de maio, o Centro Cultural de Amarante Maria Amélia Laranjeira (CCA) será palco do Terceiro Fórum Transnacional do Projeto Rehabilite, um consórcio transnacional na área da eficiência energética que conta com a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) como membro.

Este fórum, organizado pela CIM do Tâmega e Sousa, será subordinado ao tema ‘Reabilitação energética: contexto e instrumentos de financiamento inovadores de suporte à transição energética’, irá reunir especialistas, nacionais e estrangeiros, da área da reabilitação, que farão uma análise das políticas de eficiência energética adotadas em Portugal, bem como das soluções financeiras existentes no mercado para o financiamento de ações nesta área, já que é objetivo deste fórum e do Projeto Rehabilite a divulgação e desenvolvimento de instrumentos de financiamento para reabilitação energética de edifícios no espaço SUDOE (Portugal, Espanha e França).

Segundo nota enviada à imprensa, pretende-se esta iniciativa se constitua como “um momento de alargado debate e reflexão, bem como um espaço de partilha e intercâmbio de boas práticas e experiências na área da eficiência energética e do seu financiamento”.

A participação no Fórum é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia e aos lugares existentes. O programa do evento e o respetivo formulário de inscrição estão disponíveis no sítio da internet da CIM do Tâmega e Sousa.

Promovido no âmbito do programa de cooperação transnacional Interreg Sudoe 2014-2020 da União Europeia, o Projeto Rehabilite assume-se como uma plataforma de promoção do financiamento da reabilitação energética de edifícios no espaço SUDOE, que visa a identificação e aplicação de instrumentos financeiros inovadores que permitam colmatar o baixo investimento em reabilitação energética, contribuindo, assim, para o reforço das políticas de promoção da eficiência energética em edifícios.

A par da CIM do Tâmega e Sousa, o Projeto Rehabilite integra, ainda, mais oito parceiros, oriundos de três países europeus: a AGENEX – Agencia Extremeña de la Energía, entidade líder do consórcio, a NASUVINSA – Navarra de Suelo y Vivienda, S.A., a Región de Murcia – Consejería de Desarrollo Económico, Turismo y Empleo – Dirección General de Energía y Actividad Industrial y Minera e a Fundación Laboral de la Construcción, de Espanha, a École d’Ingénieurs en Génie des Systèmes Industriels, o Pôle CREAHd e a Communauté d’Agglomération Grand Angoulême, de França, e a Lisboa E-Nova – Agência de Energia e Ambiente de Lisboa.

“Os fóruns do Projeto Reahabilite tencionam ser espaços de intercâmbio de boas práticas e de experiências de sucesso entre profissionais e instituições públicas e privadas na área da eficiência energética”, foi divulgado no mesmo comunicado.

Amarante foi a cidade portuguesa escolhida para receber o terceiro fórum do projeto. A primeira edição decorreu em 2016, em Pamplona (Espanha) e a segunda teve lugar em Bordéus (França), no ano passado.

Consulte o site para mais informações sobre o Projeto Rehabilite.

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.