Cinfães: Cecília Beça apresenta primeiro livro ‘Triângulo de Guerra’

Cinfães: Cecília Beça apresenta primeiro livro ‘Triângulo de Guerra’

Cecília Beça é natural de Marco de Canaveses, mas desde os 18 anos que não reside em terras marcoenses. É em Cinfães que vive e trabalha há cerca de seis anos e apresentou agora o seu primeiro livro ‘Triângulo de Guerra’.

Neste momento encontra-se a trabalhar numa empresa de Turismo, mas divide-se entre esta área, que revelou ser recente na sua vida, e a literatura, que a acompanhou desde sempre.

“Lembro-me de ainda na escola primária as minhas composições andarem de mão em mão para serem lidas”, contou ao Jornal A VERDADE. No entanto escrever uma história com princípio, meio e fim, parecia algo distante para Cecília Beça. “Sempre senti que seria um trabalho demasiado exigente, a vários níveis. É necessária disciplina e organização. É necessário ter-se as ideias bem arrumadas. Não é como escrever um poema”, explicou.

A escritora referiu que foi necessário, para escrever a história, “abstrair-me do caos da escrita e das emoções, isto foi o meu maior desafio. Teria de me superar naquilo que me lembro fazer desde sempre, escrever”.

Apesar dos receios que sentiu, Cecília Beça afirma que “a história surgiu num ápice”. “Toda a disciplina e organização, todo o enredo e personagens aconteceram com muita fluidez, naturalidade e espontaneidade. Talvez tenha sabido escutar-me e perceber que aquele era o momento certo para começar a escrever. Talvez tenha tido sorte na imagem que ‘vi’ e considerei como ponto de partida”, recordou.

O ‘Triângulo em Guerra’ conta a história de Sara, uma jovem alentejana que se muda para o Porto por razões profissionais e é naquela cidade que conhece Yarin e o seu pai, Jamal. Ambos são refugiados de guerra provenientes do Curdistão. No início surge uma enorme empatia entre Sara e a menina o que leva a uma aproximação entre o casal Sara e Jamal. O romance acontece no meio de alguns triângulos, amorosos e não só. Sara está a recuperar de uma relação terminada, e Jamal é casado no Curdistão.

triagulo de guerra

“Faço algumas incursões ao Curdistão e abordo pequenas questões culturais e religiosas e até algo políticas, numa leve abordagem à causa curda e às fragilidades deste povo tão massacrado ao longo dos últimos séculos”, indicou a autora.

Este livro assenta num triângulo essencial: Guerra, Amor e Fé. “Guerra pelas razões que já abordei, os conflitos que os curdos têm vindo a sofrer ao longo dos anos, pelos conflitos interiores e pelas resoluções que vão acontecendo ao longo da história. O Amor é transversal a todo o livro, o amor carnal, o amor fraternal, o amor sem condições, puro e simples. E a Fé. Cada um à sua forma e à sua imagem, tanto Sara como Jamal procuram muitas vezes respostas na sua fé, e quando falo em fé, falo na intuição, no saber ouvir o coração e saber seguir os caminhos em que acreditamos até chegarmos ao que almejamos”, descreveu Cecília Beça.

Relativamente às expetativas, o objetivo é essencialmente a entrega do livro pessoalmente. “Quero ter contacto com os meus leitores, retirar deles as suas opiniões e aprender com eles para que o segundo livro apareça e, mais uma vez, me supere. Tenho fé que o meu livro toque no coração das pessoas e tal como eu, eles também o vivam da mesma forma intensa com que eu o escrevi”, assegurou.

Segundo a escritora, o feedback de quem lê a obra é positivo. “Por enquanto o que me têm dito é que gostam bastante do livro, mas essencialmente que é um livro de fácil leitura e que prende e vicia. Todos me pedem a continuação da história, o que me sobrecarrega com a responsabilidade de escrever mais e possivelmente melhor”, indicou, acrescentando que neste momento está a absorver o carinho dos leitores. “Enche-me a alma e dá-me força e alento para o segundo, e o terceiro… quem sabe?”, completou.

Cecília Beça prepara-se para uma terceira apresentação do seu livro. Após Cinfães e Penafiel, agora é a vez de Castelo de Paiva, na próxima sexta-feira, dia 9 de março, a partir das 21h30.

 

 

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.